Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÂMARA DEVALONGO - UM ORÇAMENTO TECNICAMENTE BEM FEITO MAS... IDIOTA!

Terá João Paulo Baltazar ensandecido de vez?

 

Se depois daquele indisfarçado cumprimento entre pares - na última Assembleia Municipal - quando teve a certeza que graças aos prestimosos serviços de Pedro Panzina, que se multiplicou em telefonemas e e-mails - em nome da 'alma mater' da Coragem de Mudar(?) o (seu) problema está resolvido, engana-se! Pedro Panzina emprestou-lhe as muletas, garantindo-lhe os votozinhos suficientes à passagem 'de fininho' do orçamentozinho já acarinhado por eles na reuniãozinha de Câmara, mas não o libertou - porque isso nem ele pode - das sequelas que aí vêm. 

 

Este Orçamento injusto e socialmente idiota, que trata de forma desigual freguesias que deveriam ter um tratamento igual, que marginaliza a cidade de Alfena - a eterna esquecida ao longo dos últimos anos da insanidade de Melo, não é para levar a sério.

 

Este Orçamento que gasta de forma irracional o dinheiro que falta para uma alimentação condigna das nossas crianças nas escolas - tentando de forma patética 'passar a bola' às IPSS para que elas assumam ainda mais esse encargo, não pode ter a pretenção de ser respeitado - por muito que custe aos puristas da 'democracia representativa.

 

Este Orçamento que pretende de forma irracional substituir-se a um clube de futebol que por muito respeitável que seja, geriu mal as suas actividades, endividou-se para além da conta e acabou nas mãos de um empresário especulador e vigarista chamado Abílio de Sá, não pode exigir de nós o impossível: que o aceitemos em silêncio:

 

(João Paulo Baltazar pretende dar 300 mil euros em dinheiro vivo e de mão beijada, a esta figura não respeitável nem respeitada que espalhou incumprimentos por todo o lado, que não assumiu responsabilidades por obras mal construídas (eu tenho um exemplo na família) que andou fugido dos credores como o rato do gato, sendo que a este valor deve ser somado um terreno municipal - tudo junto cerca de 1,2 milhões de euros - para que o Ermesinde possa continuar a jogar futebol)!

 

Só pode ser a loucura instalada no executivo da Câmara aditivado com os dois independentes - e agora também adversários da Coragem de Mudar!


Hoje vi um panfleto dos UpA (Unidos por Alfena) que anda a ser metido nas caixas de correio, falando neste último e lamentável exemplo dos 300 mil euros.

Nunca pensei chegar ao ponto de ter de me colocar à disposição do presidente da Junta de freguesia de Alfena para se necessário for, 'tomarmos  de assalto' a Câmara exigindo de forma suficientemente convincente a correcção desta insanidade.

 

- As nossas crianças estão primeiro!

- Os nossos idosos estão primeiro!

- A nossa população a quem em muitos casos, cortaram de forma idiota a iluminação pública, estão primeiro!

- Os moradores nos bairros sociais, onde a degradação e a insalubridade se têm vindo a instalar devido à quase total falta de investimentos, estão primeiro!

- Apesar das restrições que abalam o País,  a execução de algumas obras municipais consideradas prioritárias está primeiro!

- O período a que chamávamos de 'sempre em festa' e onde se tentava de forma artificiosa e desonesta aprisionar o voto das Associações tornando-as 'subsídio dependentes', tem de acabar!

- O Ermesinde é um Clube tão digno como as restantes associações e seguramente, com prioridades menos importantes que as de muitos valonguenses e que tem de saber honrar os seus compromissos e libertar-se pelos seus próprios meios,  das garras onde se deixou    aprisionar.

Se não o conseguir, então só tem de concluir que não possui condições para se manter em actividade!

 

João Paulo Baltazar anda a semear ventos, que ou eu me engano muito, ou podem varrê-lo num ápice do trono onde há pouco se instalou sem mérito, mas onde deseja manter-se depois da necessária validação do votozinho de Outubro próximo. Tudo isto num momento em que a 'cola' que supostamente o prende pelos fundilhos, já começa a dar sinais de cedência.

Não se admire se um dia destes lhe aparecerem à porta da Câmara umas centenas ou quem sabe, uns milhares de alfenenses, campenses e outros valonguenses, para lhe 'pedirem' - mais aos seus dois mais recentes 'amigos do coração' - para terem todos juízo!

 

publicado às 15:04

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D