Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O 'DÉFICIT' DE VALONGO - CONTRIBUIÇÕES -'TAKE #1

Quem é que, sendo de Valongo e em idade adulta, não se terá sentido já constrangido por mais que uma vez nos últimos meses, perante um diálogo deste tipo com um qualquer amigo 'de fora’?:


“Ai tu és de Valongo? E como é que vai o Fernando Melo?

“Sim sou de Valongo e não sei como vai – Fernando Melo já não está em Valongo!”

“Ai não? Olha que ainda não deu para se notar! Vocês continuam a ser conhecidos pelas piores razões...”

“Ooops”!

 

Urge pois começar já a preparar o dia 29 de Setembro de 2013 – para que Valongo deixe de ser a ‘anedota’ do Grande Porto’, para que a Câmara deixe de ser – agora por razões de conjuntura já não é tanto - uma verdadeira central de negócios e para que um dos ‘pulmões’ do Distrito e da grande urbe deixe de correr o risco de virar – mal a conjuntura alivie – cimento e ferro, ou alcatrão e rotundas, daquelas conduzem a lado nenhum ou então a uma qualquer ‘nova Valongo’ para acompanhar a outra que enferruja e cai aos pedaços aqui bem ao lado.

 

Vamos pois a isso:

 

O documento que se segue é uma lista aberta feita ao ‘correr’ da pena e é um olhar independente de quem conhece um pouco – ou bastante, conforme veremos brevemente – a nossa Câmara e a sua inconveniente e constrangedora opacidade.

Não resultando de qualquer tipo de plágio ou ‘copy-paste’ terá seguramente muitas lacunas, imprecisões ou mesmo alguns erros.

Pode por isso, deve e agradece-se a quem o faça, ser alvo de contribuições ou críticas e pode obviamente ser citado ou transcrito, desde que referida a sua ‘paternidade’.

 

Colectânea de ideias para mudar Valongo - take #1


1. Uma imediata e exaustiva auditoria interna à situação actual da Câmara, incidindo de forma especial nos seguintes pontos:

 

1.1.        Macroestrutura

1.2.        Finanças

1.3.        Recursos Humanos

1.4.        Urbanismo

1.5.        Departamento jurídico

1.6.        Concessões e empresas municipais


2. Suspensão imediata de todos os cargos de nomeação para funções da confiança do presidente e membros dos últimos executivos e investigação detalhada das ligações familiares entre estes e os detentores dessas funções.

 

  2.1. Deverá ser criado para o efeito um grupo de trabalho – não remunerado – coordenado por um especialista externo em Recursos Humanos – da área universitária ou das associações socioprofissionais ou Associação Nacional dos Municípios e em condições que acarretem o menor encargo possível – grupo esse que deve integrar elementos de todas as forças políticas com representação na Assembleia Municipal e um representante da estrutura dos trabalhadores camarários se houver;

  2.2. Todas as imparidades detectadas deverão ser imediatamente corrigidas nos rigorosos limites da lei e tendo em conta a salvaguarda do interesse da Câmara naquilo que possa ter a ver com eventuais acções judiciais;

 

3. Na medida em que a lei o permita, suspensão imediata caso a caso – tendo o cuidado de não criar situações de vazio no assegurar dos respectivos serviços - de todas as concessões externas, seguindo sempre de perto os limites da lei para que o município não corra riscos desnecessários que tenham a ver com acções legais de sustentação duvidosa;


4. Introdução imediata do princípio dos Orçamentos participativos;


5. Realização trimestral e de forma rotativa, de uma reunião pública de Câmara em cada Freguesia;

 

 5.1. Nestas reuniões descentralizadas, no Ponto ‘Antes da Ordem do Dia’ deverá ser concedida a palavra ao respectivo presidente de Junta, que terá um período de 30 minutos, seguidos ou alternados (podendo haver pedidos de esclarecimento pelo meio) para apresentação de problemas relacionados com a sua autarquia;


6. Sem colocar em causa a continuidade dos actuais serviços assegurados pela Câmara às Freguesias, estes deverão ser transferidos para as mesmas de fora faseada e harmónica, com base em protocolos a celebrar anualmente com os respectivos executivos;


7. A gestão de todos os equipamentos sociais, culturais, desportivos ou outros, deverá ser transferida também para as Freguesias, com base em protocolos a realizar caso a caso – as realidades locais não são semelhantes – que possam assegurar os meios capazes de manter um nível de gestão que pelo menos não implique quebras de qualidade;


8. Alteração urgente do Regimento da Câmara, integrando todas as propostas já conhecidas ou outras que venham a surgir – das forças políticas  ou dos cidadãos – com vistas a tornar o funcionamento da Câmara mais transparente, mais amigável e susceptível de trazer um maior número de cidadãos às reuniões de Câmara;


9. Colocação ‘online’ de todos os documentos relevantes para os cidadãos, nomeadamente, Regulamentos, PDM, Actas e outros, procurando ainda intervir a nível da qualidade do sítio da Autarquia na Internet, sobretudo, acabando com a necessidade do uso de software específico;

 

(Sendo o ‘10' um número redondo, parei propositadamente no ‘9’ de modo a deixar em aberto pelo menos uma posição neste incompleto ‘decálogo’ – que pode obviamente passar a ‘bi-decálogo’ - ou mais...).

 

 

 

 

 

 

 

publicado às 14:35

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D