Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÃMARA DE VALONGO - A REUNIÃO A JACTO...

Começa a ganhar contornos de normalidade o 'formato' das reuniões públicas do Órgão executivo : 'a jacto', independentemente da aparente densidade de assuntos em agenda - e hoje eram 20 os pontos em discussão.

 

Bem... em discussão é exactamente o busílis da questão, porque por um lado, a 'palha' do recheio não a suscita - à discussão - e por outro, a oposição ou anda pouco inspirada, ou então, o que é pior (no caso do 'coração doce' é mesmo por aqui) enveredou pela postura 'post-it'.

 

A única excepção à árida agenda de hoje, foi o ajuste directo do serviço de varredura das ruas do município até final do ano, devido ao atraso no concurso público que está a decorrer - atraso por culpa de quem? - e por um preço de 904 mil EUR.

João Paulo Baltazar lá foi explicando, à guisa de tranquilização do vereador menor que perguntou sobre isso, apenas para não ter de votar sem colocar nenhuma questão, que este o custo está ligeiramente abaixo do duodécimo da actual concessão.

 

(Pudera! quem ganhar estes meses não precisará de fazer investimentos nem apetrechar-se com os meios necessários a uma concessão alargada no tempo!)

 

Curiosamente - ou não - o PS e também o independente Afonso Lobão, mantiveram a questão de princípio de sempre, de que este tipo de serviço deveria ser sempre que possível, assegurado com meios próprios da Câmara, tendo-se abstido na votação.

 

Os 'independentes' do coração doce, esses, tal como os post-it já referidos, aderiram à ideia da Câmara, votando a favor - o que também só espantará os menos atentos às últimas movimentações.

 

Destaque para um 'fait-divers' protagonizado pelo vereador menor:

 

Falava o presidente da Câmara nada incomodado com um segredar (normal) e em registo muito discreto cá atrás, entre mim e o meu amigo Fernando Monteiro, apoiante do Bloco de Esquerda:

 

"Desculpe senhor presidente - interrompeu o vereador das 'tamancas' - importa-se de falar mais baixo para não incomodar a sala?".


Ao contrário de outros tempos, João Paulo Baltazar 'desculpou', permitindo a alarvidade - porque foi disso que se tratou!


Como também permitiu o comentário final - mesmo isso, comentário final - à questão por mim apresentada no ponto das intervenções do público: procurei indagar sobre se o aparente abuso do presidente da Câmara consubstanciado no envio ao Órgão Assembleia Municipal através do seu presidente  e para distribuição (!)  da moção irrelevante apresentada pelos vereadores 'post-it' na última reunião de Câmara acerca dos comportamentos eleitorais dos diversos intervenientes no processo em curso.


Perguntei se este envio visou criar 'jurisprudência', sendo que a partir de agora todas as moções ou propostas aprovadas em reunião de Câmara, ainda que irrelevantes como é o caso desta, não pela origem mas pelo seu conteúdo, vão passar a ser remetidas à Assembleia Municipal.


Resposta(?) de João Paulo Baltazar: "apenas aquelas que eu decidir" (sic)

 

Complemento final do vereador das tamancas - numa altura em que eu já não poderia comentar: "como proponente da moção, considero que irrelevante é a pergunta" - e deu aquele característico jeito ao pescoço, um tic que indicia no caso do vereador menor, que gostou muito de se ouvir


Não  estava no entanto presente o 'espelho seu'...

 

(Encerramento)

publicado às 14:02

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D