Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÂMARA DE VALONGO ESTÁ 'A SAQUE' - SACAM TODOS MENOS O POVO!

Anda muito calado o presidente não eleito e também candidato a futuro líder da oposição na Câmara de Valongo, João Paulo Baltazar.

 

Dizem alguns que é a sua forma de corresponder ao apelo da madrinha do 'coração doce' e do seu pajem e vereador menor - "para que os diversos candidatos assumam uma postura de respeito mútuo e sem ataques pessoais" - mas enganam-se, porque a intenção do apelo contido na moção aprovada na penúltima reunião de Câmara e enviada para distribuição(!) ao presidente da Assembleia Municipal, visa ao contrário, camuflar o vazio do discurso do aluno de Melo sob esta aparente postura de respeito e ausência de declarações polémicas ou agressivas.

 

Quem o conhece, sabe bem que ele nunca foi um homem de ideias ou de grandes projectos, mas ao contrário, foi sempre um activista das festas disto, daquilo e daqueloutro - da francesinha, da bifana, do porco assado, do moderado confronto futebolístico entre solteiros e casados - pelo que nesta altura mais exigente, natural seria que lhe faltasse o verbo e a inspiração para voos mais altos.

 

Para azar dele e sorte dos valonguenses, o seu opositor mais directo - porque todos os restantes são iguais em dignidade - tem ideias, tem discurso e consegue expor de forma coerente um projecto de mudança para o nosso Concelho e essa é de facto a principal explicação para tanto silêncio.

A outra, é que ele não tem justificação atendível porque justificação seria impossível que tivesse, para os últimos 'pontapés' nas finanças municipais protagonizados pelo mestre e por ele próprio:

 

- 130 mil EUR que terá de pagar a uma empresa preterida num concurso martelado por Melo

- Mais de 100 mil EUR do processo interposto pelo dono do edifício do antigo Tribunal, por incumprimento do contrato de arrendamento (Bolota Belchior 'esquece-se' de cumprir o mesmo contrato e depois, quem assina a carta que dá início ao processo judicial já transitado em julgado, é um advogado do escritório do avençado da Câmara)!

- 300 mil EUR para a negociata da permuta do estádio do Ermesinde com a  IMOSÁ de Abílio de Sá, um empresário bem conhecido pelas piores razões e que tem tudo penhorado por todas elas e mais algumas.

- O ajuste directo de 25 mil EUR com Custódio Oliveira o estratega da campanha de Maria José Azevedo em 2009, para um 'estudo de planeamento estratégico' - um eufemismo para 'organização da campanha eleitoral da vitória de todos/2013.

 

Mas mais 'esqueletos' estão prestes a desabar, apesar das 'intervenções de emergência' visando fixá-los melhor às prateleiras dos armários onde se escondem...

 

Se João Paulo Baltazar podia falar mais neste momento? Poder até podia, mas ele conhece bem o significado do aforismo "pela boca morre o peixe"!


 

 

publicado às 22:39

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D