Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - COMO SE TORRA O NOSSO DINHEIRO (ACTUALIZAÇÃO)...

(...) "Se os cidadãos soubessem como são gastos alguns dinheiros públicos, revoltar-se-iam contra os seus dirigentes e invadiriam as Câmaras" (AQUI).

 

(Fernando Costa, dirigente do PSD/Leiria, vice presidente do Congresso deste Partido e presidente da Câmara das Caldas da Rainha)


 

O Parque Urbano de Ermesinde - alguns continuam inexplicavelmente a usar a designação do regime, 'Fernando Melo' - faz jus à dita designação:

 

Têm sido inúmeras as queixas e reclamações, pelos motivos mais diversos e como não posso referir todos, centro-me em dois dos mais relevantes, um sobre o famoso e irresponsável mini golf que chegou a ir a reunião de Câmara pelo menos, que me recorde, duas vezes - (AQUI).

Confesso que desconheço o estado actual deste 'favorecimento ilícito' de uma cidadã, que ao que parece, nem sequer era de Valongo, mas era seguramente amiga de alguns valonguenses influentes.

 

O outro, também visivelmente um 'favorecimento' e eventualmente 'ilícito' - o Parque-Rest beneficia igualmente de um estatuto de favor, provavelmente associado à forma de bem receber alguns dirigentes que ali torraram o nosso dinheiro em 'paletes' de Barca Velha e continuarão a torrá-lo, não os mesmos e seguramente já não em Barca velha, porque os sabemos mais ecléticos, porém, com idêntico bom gosto.

 

Há até quem associe o dono do equipamento - certamente más línguas e preconceituosos que se sentem revoltados por nunca terem sido convidados para a 'mesa do rei' -  ao caso das 'máquinas do tempo' que estiveram na base da condenação do arquitecto Vitor Sá a três anos e meio de prisão - processo em recurso, sendo portanto o acusado 'inocente, até ao trânsito em julgado da respectiva sentença'.

 

Sendo verdadeiros ou não todos estes factos estranhos e as estranhas suspeições aqui levantadas, o facto é que o concessionário se comporta como se fosse o dono - não apenas do equipamento mas também do Regulamento de acesso ao espaço envolvente e até da própria segurança humana presente 24 horas, ao que parece, caso único em equipamentos municipais do género e a quem exigirá mesmo, a vigilância da esplanada - parece que ainda não chegou ao extremo de lhes exigir a entrega do ticket da conta aos clientes, mas que já por diversas vezes os ameaçou que 'se respingarem, eu faço um telefonema e estão feitos', isso é verdade.

 

Uma das prorogativas do Sr. Vitor Pinheiro, é o 'direito de acesso' da sua viatura ao espaço junto ao restaurante - alegadamente, por questões de segurança e para à noite recolher o apuro do negócio.

Existem várias participações na Câmara sobre estes abusos - inclusive com fotografias - mas ao que parece sem resultado, pois segundo o influente empresário, 'nem o presidente me dá ordens'.

 

Consta-se que a Câmara estará a tratar de lhe conceder um lugar privativo (não pago) no estacionamento exterior, mas duvido que mesmo assim ele se deixe 'dominar' por regras de carácter geral!

 

Seria bom portanto e face a mais este exemplo claro de má utilização de dinheiros públicos para garantir um negócio privado e pelos vistos bem rentável - meios humanos, facilidades, direitos especiais (ou abuso de direitos) e promiscuidade entre detentores de cargos públicos, eleitos e amigos de todos eles por um lado e por outro, um empresário privado com ligações mais que... suspeitas?

 

Como bons clientes do espaço, talvez o actual herdeiro e o seu amigo e presidente da Junta de freguesia de Ermesinde possam avançar algumas explicações para as dúvidas levantadas.

  

publicado às 22:51

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D