Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - SUBÚRBIO DO PORTO?

Dora Mota é jornalista - trabalha no JN, um jornal de referência - ou que já o foi até à altura em que Menezes ali começou a comprar 'tempo de antena' - teve uma professora bem conhecida de Valongo, sendo suposto que também aquela por razões óbvias, conhecesse bem o nosso Concelho.

 

Dora Mota é além do mais, a voz 'oficiosa' do candidato do regime em Valongo, João Paulo Baltazar e está sempre disponível para usar os seus 'bons ofícios' para 'abrir as colunas' do JN à 'agitprop' deste candidato da continuidade - continuidade no desastre de Fernando Melo.

 

Pois bem...

 

Ou os neurónios de Dora Mota 'esturricaram' com as altas temperaturas que têm feito, ou ela ao escrever ESTA crónica, demonstra não saber o significado de 'subúrbio'.


A primeira hipótese é mais grave e remete-nos para a necessidade de cuidados médicos urgentes. Já a segunda exigirá apenas algumas horas de 'actualização' de conceitos como subúrbios e periferias - AQUI por exemplo, pode ler algo sobre o assunto - de forma a deixar de fazer figuras tristes e envergonhar a sua classe em particular e os valonguenses de maneira geral.

 

Valongo não é um subúrbio do Porto, nem é periferia de coisa nenhuma! É apenas um Concelho que teve o azar de aguentar Fernando Melo durante 20 anos, parte dos quais com João Paulo Baltazar a 'desajudar', mas a partir de Setembro, estarão criadas as condições para deixar de se envergonhar dos seus vizinhos!

 

O recorte da crónica:

 (...)

publicado às 13:53

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D