Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ALFENA - COM GÁS SE SOBE E SE CAI QUANDO ELE FALHA...

Em Alfena, as pessoas sérias chegaram a sonhar com a possibilidade de contrariar um fenómeno estranho de populismo barato protagonizado por alguém que prometeu o bacalhau a pataco, que deu gás a um balão de promessas impossíveis - aliás não deu só gás, deu também bilhas cheias do mesmo - deu sacos do Intermarché, passe a publicidade, cheios de géneros, a quem deles precisava e a quem às vezes - no dizer da presidente da AVA e membro do executivo cessante - não precisava assim tanto deles... 


Arnaldo Soares entregou a Junta em 2009 ao seu amigo Rogério Palhau, a troco de um contrato ganhador com o PSD de Valongo.


Nessa altura não se importou de ajudar a estraçalhar o PSD de Alfena, porque valia tudo para ascender aos lugares cimeiros da Câmara mais corrupta das redondezas.


Como diz o Povo, "quanto mais alto se sobe maior é o trambolhão".


E foi!


Fez por isso a sua travessia do deserto, uns dias do lado de dentro do balcão da Junta, outros do lado de fora.


(Alguns cidadãos menos informados, até continuavam a tratá-lo de 'senhor presidente' e ele não se importava)...


Fingiu de 'Sénior' para poder acompanhar os que o eram no passeio que a sua(?) Junta preparou para a lavagem do costume  às cabeças dos que se puseram a jeito - ao bom estilo latino-americano!


Prometeu o céu e um rendimento mínimo capaz de o comprar!

Prometeu para Alfena aquilo que nunca conseguirá cumprir!

Os Unidos vão ter mais quatro anos para provarem mais uma vez que não são capazes de cumprir nada do que prometem - ou então, de provarem que esta antecipação que faço não corresponde à realidade.


O Povo é quem mais ordena e o Povo hoje ordenou que fosse assim.

Democraticamente isso é o que conta e o Povo tem sempre a possibilidade de corrigir no futuro o erro de hoje!


Porém, o Povo tem de saber também hoje, que o valor facial de Arnaldo Soares, que como presidente de Junta tem assento por inerência na Assembleia Municipal, passa a ser, tudo o indica, diminuto.

O seu antecessor usou o seu voto em situações pontuais para castigar a Câmara.

Arnaldo Soares pelos vistos nem isso conseguirá fazer, logo o seu voto terá apenas o valor que tem qualquer voto que não desempata coisa nenhuma, isto é, quase nenhum!


(Em boa verdade, ele nem precisará de castigar a Câmara, porque esta será mais séria do que aquela em que ele se sentiu bem para a integrar em 2009!). Ele sim, é que terá de se esforçar para gerir os contratos-programa que com ela passará a celebrar, de forma séria e isenta de pecado - ele que é por natureza um pecador). 


Será que daqui a quatro anos os alfenenses vão acreditar mais uma vez?

Acreditamos que não...

Mas entretanto, Alfena terá ficado adiada - para mal de todos nós!

Mas entretanto, Alfena continuará a viver a anos-luz da Democracia participativa - para mal de todos nós! 

 

Alfena continuará no entanto a ter uma oposição atenta e cidadãos atentos e interventivos - porque o poder pode ser maioritário mas nunca estará acima da Lei!

publicado às 02:12

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D