Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE ERMESINDE - 'OPERAÇÃO DE RESGATE'...

 

 

Tenho pena, tenho mesmo muita pena!

 

Lamento profundamente que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde que tão relevantes serviços presta à comunidade, esteja neste momento a passar por uma situação tão constrangedora e de cujos contornos já aqui falei há algum tempo atrás.

 

"As Instituições estão sempre acima dos seus circunstanciais dirigentes...

 

É uma frase mais ou menos feita que não deixando de ser verdadeira, nem por isso anula o problema com que o Corpo de Bombeiros - e também a comunidade - se debatem.


As acusações de assédio sexual do comandante sobre uma jovem bombeira, deveriam ter merecido desde logo e em circunstâncias normais - em que não houvesse nada a esconder - uma rigorosa investigação interna, retirando-se de seguida, caso fosse apurada matéria de facto, as devidas consequências.

 

E porque o crime em questão é gravíssimo, é evidente que nada poderia obstar a que o mesmo fosse alvo de participação ao ministério público.

 

Nada disto porém aconteceu, antes pelo contrário!

 

Abafou-se o caso, promoveu-se por todas as formas um outro 'assédio' à jovem bombeira, forçando-a 'no superior interesse da Corporação' (!) a aceitar uma pequena indemnização com a garantia de que o assunto daria origem a um rigoroso processo interno de averiguações.

 

Mas como o assunto já havia extravasado os muros do quartel, tomaram-se medidas de excepção para garantir o silêncio alguns 'facebookianos' mais afoitos.

O caso mais visível, foi o do despedimento de um bombeiro de muitos anos, apenas porque 'teve a ousadia' de partilhar na sua página desta rede social uma carta de um grupo de bombeiros dirigida ao presidente da Assembleia Municipal de Valongo denunciando a situação.


(Também neste Órgão municipal - e pese embora o facto de formalmente o assunto não ter a ver com a sua competência, uma vez que os Bombeiros não são um corpo municipal - o assunto deveria ter merecido mais atenção e até talvez o seu envio ao ministério público.

Sabemos e compreendemos - mas não aceitamos! - o incómodo que isso provocou nessa altura a um de dos membros da Mesa da AM no anterior mandato, pelo facto de ser também membro dos Corpos Sociais dos Bombeiros). 

 

Tudo isto já é mau demais para que a população servida pelos Bombeiros Voluntários de Ermesinde, os associados e de uma forma geral toda a comunidade em que esta prestimosa Corporação se insere aceitem ficar inactivos e sem nada fazerem.

 

Porém, há mais...


À frente da Direcção, está o Sr. Artur Carneiro, que se tivesse um verdadeiro sentido de responsabilidade e o devido respeito pelo cargo que exerce, tendo em conta os lamentáveis contornos do processo de insolvência que envolve a SEC - Sociedade de Empreitadas e Construções de que é sócio gerente, já deveria ter pedido a sua substituição no cargo de presidente da Direcção.


A SEC colocou-se à margem da lei no processo de despedimento selvagem praticado sobre um grupo de trabalhadores, tratando-os de forma indigna como se fossem simples 'objectos descartáveis', não lhes pagando salários e demais direitos e remetendo-os para a fila do desemprego com uma mão à frente e outra atrás.


E aqui importa ter em conta que a SEC chegou ao lamentável processo de insolvência, não pelos mesmos motivos de tantas outras pequenas e médias empresas de construção - a crise ou as dívidas dos clientes (no caso, a Câmara Municipal de Valongo) - mas sobretudo, porque os seus gestores, Artur e Almerindo Carneiro resolveram dar o passo maior que a perna, gastando 'à tripa forra', esbanjando em mordomias, em viaturas de luxo, em camarotes VIP no estádio do Dragão, em 'mecenatos' oportunistas destinados a 'vender' uma imagem de gente solidária e benemerente que não corresponde de todo à verdade!

 

Tudo isto está também e por arrastamento, a tornar mais penosa a conturbada situação da Corporação dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde de que sou sócio, da qual gosto muito, em cujas instalações dei há já muitos anos atrás os meus 'primeiros passos' na informática, através de um muito participado curso de formação e que não merece - nem o seu corpo de dedicados voluntários e outros profissionais - passar pelo aviltante processo atrás referido.

 

Sabemos que as pessoas de boa fé conseguirão seguramente fazer a destrinça entre o eventual crime imputado ao comandante e o mau comportamento social do presidente da Direcção e o bom nome da Instituição, mas também sabemos como funciona o nosso subconsciente face a situações deste tipo:

 

- "Então vocês já ouviram falar no caso de assédio sexual nos Bombeiros de Ermesinde?"


Ou ainda:

 

- "Já sabiam que o presidente dos Bombeiros de Ermesinde despediu um grupo de trabalhadores na sua empresa sem lhes pagar salários nem direitos?"

 

É esta incómoda e injusta associação dos maus comportamentos individuais ao nome  da Corporação, que não se pode aceitar.

Na próxima Assembleia Geral, este é um assunto que não pode deixar de ser discutido retirando-se dessa discussão as convenientes consequências!  

 

publicado às 19:21

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D