Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

SEC-SA, ALMERINDO CARNEIRO, ARTUR CARNEIRO & COMPANHIA...

E a SEC - Sociedade de Empreitadas e Construções, SA - uma empresa socialmente (e não só) irresponsável, tal como Almerindo Carneiro, Artur Carneiro e outros o são, continua a jogar com as manigâncias legais do PER (processo especial de revitalização) para prejudicar os trabalhadores e continuar a fugir às suas responsabilidades.

 

O administrador Judicial António Dias Seabra não cumpre integralmente e de forma isenta as funções para que foi nomeado pelo Tribunal de Comércio de Lisboa onde o processo de insolvência corre termos, fecha os olhos à 'dispersão' de património, assobiando para o lado enquanto este (nomeadamente viaturas e máquinas) lhe passa a voar por cima da cabeça.

No fundo, nem sequer nos surpreende, pois já o conhecemos bem de outras façanhas - e pode pôr-me um processo se quiser. É da maneira que falaremos de tudo e de todas elas!

 

Porém, vendo bem as coisas, a culpa nem é de todos aqueles que referi mas sim do sistema que permite que situações destas e administradores destes continuem a proliferar espalhando sofrimento entre aqueles que enquanto activos deram tudo pelas empresas que ajudaram a crescer e agora se vêem abandonados por todos, incluindo a Justiça.

 

Em determinada altura remeti para o Tribunal de Comércio de Lisboa - referindo todos os detalhes do processo - os links de tudo o que por aqui se tem escrito sobre este lamentável assunto e até ao momento, nenhuma reacção, nem sequer um sinal de que tivessem lido o meu e-mail.

É a 'Justiça' que temos...

 

Partilho a seguir e sem qualquer edição, o comentário que recebi sobre esta situação já aqui tratada várias vezes:


 

Álvaro Barbosa, deixou um comentário ao post SEC - ONDE PARAM AS MÁQUINAS? às 09:56, 2013-11-03.

 

 

 

Comentário:

 

Bom dia. Cá estou novamente para comentar o assunto da SEC que lamentavelmente nem empata nem desempata.Como já referi anteriormente a SEC, entrou num processo revitalização.Tinha dois meses para as negociações com os seus credores, incluindo os funcionários despedidos ilegalmente .Estas negociações nunca se fizeram, e para maior escândalo ao fim dos dois meses a empresa pede mais um mês para concluir as negociações que nunca se fizeram.Todos estes prazos terminaram em 22-8-2013 sem que os credores tivessem conhecimento de alguma evolução. Em 16-10 de 2013 foi feito um pedido pela empresa (através do seu advogado)ao SR. Administrador Judicial (António Dias Seabra) de :Uma vez que a empresa se convenceu que não tem condições para cumprir com as suas obrigações,e avançar,que fosse encerrado o processo de revitalização e fosse decretada a insolvência.E mais,uma frase utilizada pela empresa num certo documento em que diz: UMA VEZ QUE NÃO FOI POSSÍVEL OBTER O ACORDO DOS TRABALHADORES,A EMPRESA ENTRARÁ EM PROCESSO DE INSOLVÊNCIA.Esta afirmação é totalmente falsa,pois os trabalhadores nunca foram ouvidos do que quer que seja.Nunca ouve acordo nem desacordo,NADA.Esta frase está a dar a ideia de que os trabalhadores são os responsáveis pela situação.Acho uma frase infeliz e triste de quem não olha a meios para atingir os fins.Os trabalhadores além do que lhes fizeram ainda continuam a ser prejudicados,porque anda-se aqui a fazer que se faz e enquanto não for decretada a insolvência,não podem pedir o fundo garantia salarial.(PREJUDICADOS ATE QUANDO).Sr.Administrador ANTÓNIO DIAS SEABRA,SR.DR:JUIZ encarregue do processo 649/13.1tylsb no 4º Juízo do tribunal Comércio Lisboa há culpados desta situação,mas uma coisa é certa, não são os trabalhadores.Estes são as vitimas.Se cada um fizer o serviço que lhe compete,com justiça, dignidade e imparcialidade não tenho duvidas que todos saímos a ganhar.Enquanto isso não acontecer HÁ TRABALHADORES DA SEC A PASSAR DIFICULDADES, enquanto os responsáveis por esta situação continuam impunes.Por isso só pedimos uma coisa,

 

QUE SE FAÇA JUSTIÇA.

 

 

 

ÀLVARO BARBOSA

 

 

publicado às 10:47

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D