Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE VALONGO - 'EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA'...

 

Hoje (ontem) na primeira sessão 'a sério' da Assembleia Municipal de Valongo, por acaso em formato extraordinário, por razões de agenda metropolitana e de eleição de representações para vários órgãos e comissões concelhias, assistimos a uma coisa curiosa - a várias, para ser mais preciso:

 

Ficamos a saber que a direcção do grupo municipal do PSD vai - será que vai? - funcionar de forma bicéfala - ou mesmo tricéfala - sendo que o 'crânio' maior parece ser o da agora ex líder, mas pelos vistos ainda com pretensões a continuar a sê-lo - a deputada municipal Drª. Rosa Maria.

Claro que deu para ver que quem estava na posição institucional e a defender os pontos de vista do PSD que tem vereadores na Câmara e onde as matérias 'controversas' tinham sido consensualizadas - era o deputado Daniel Felgueiras.

Porém, para a 'excelente jurista' Dr.ª. Rosa Maria e para a terceira sumidade jurídico-linguística, o deputado do PPM Daniel Torres, as 'aspas' que eu coloquei na palavra controversas, não eram 'aspas' mas sim um bold com sublinhado duplo.

 

E tanto nos enredaram, tanto nos cansaram, com as suas reflexões 'on the record' que quase nos adormeceram com os seus alertas e avisos lancinantes de que nos esperaria o calabouço, caso viéssemos a aprovar os documentos constantes da adenda à Ordem do Dia:

 

Macroestrutura: Aqui d'el-rei, que não se ganhava nada com a redução de 50% no número de chefias, que no limite, porque se tratava de um concurso aberto, podíamos estar a admitir 8 novos dirigentes - com o anterior concurso lançado pelo PSD mas que entretanto não chegou a avançar, teríamos o dobro e com o mesmo risco! - que mais isto, mais aquilo, os gabinetes e as competências - e os pés pelas mãos,  sobretudo dos dois crânios mais destacados - tudo isto para justificar que precisavam de um intervalo para definir uma posição.

 

Regressados, vingou o bom senso de uma parte do PSD e o 'nonsense' dos restantes, tendo sido aprovada a nova organização dos serviços camarários.

 

Redução do IMI (de 0,360% para 0,355%): Para 'variar', a coisa foi mais ou menos do mesmo género:

 

O líder a considerar pouco ambiciosa a proposta do PS - no mandato anterior, o PSD defendeu 0,40%, tendo negociado com a Coragem de Mudar o valor de 0,360%, enquanto o PS na altura, propôs 0,300%!

 

Mas a sumidade jurídica da deputada Rosa Maria, coadjuvada pela sapiência do representante do PPM, deputado Daniel Torres, descobriu uma nuance:

Não era nada pouco ambiciosa, era sim irresponsável, inconstitucional mesmo, porque não sei o quê, mais umas vírgulas erradas, mais o compromisso eleitoral do PS que não tem que se sobrepor aos constrangimentos financeiros, mais o acordo ortográfico - esta é uma bucha minha - mais o 'sexo dos anjos' - esta por acaso também é - para concluírem que não podiam participar na votação por ser uma ilegalidade extremamente grave (!) - aperceberam-se que o resto do grupo viabilizaria a proposta - encerrando as doutas explanações com a informação de que se retirariam na altura da votação - podiam ter utilizado a figura do voto de vencido para se desresponsabilizarem, mas aproveitaram para 'ir lá fora...


Pelo meio,a Dr.ª Rosa Maria ainda teve tempo para nos presentear com uma 'pérola' jurídica: "as ilegalidades são menos graves se forem disfarçadas com cuidado" (parece que não era este o caso...) - não, não estou a inventar! Ela disse mesmo isto e até está gravado!


Lamentavelmente - felizmente, dizemos nós - a 'excelente jurista' não teve tempo ou 'discernimento' para nos elucidar acerca das manigâncias para disfarçar as ditas ilegalidades, pelo que o texto acabou aprovado, vestido apenas com a transparente verdade e não mascarado da manhosa mentira que a deputada Rosa sugeria... 

  

Prevaleceu portanto o bom senso e a proposta 'pouco ambiciosa' por um lado e 'demasiado verdadeira' por outro, mas respeitadora de um compromisso eleitoral do presidente da Câmara - aliás como também o era a da redução de 50% das chefias - lá foi aprovada.

 

Para 'memória futura' ficou o registo de um formato igual ao anterior, relativamente à Dr.ª Rosa Maria - como o Dr. João Loureiro Castro Neves me compreenderá ao ler isto! - só que desta vez sem galões, que apesar de tudo, ficam bem melhor nos ombros do deputado Daniel Felgueiras.

 

Ainda para memória futura neste caso a ser revista numa sessão bem próxima, ficou a postura do deputado Daniel Torres que provou que não deixa por mãos alheias a defesa da sua plebeia dama embora ao que sabemos, devesse estar ali a defender a sua Rainha - quase no sentido literal do termo.

 

Espero vir a perceber num futuro próximo, se Daniel Torres é (ou não) o representante do PPM e se o é, porque não se constituiu em grupo municipal autónomo.

 

Se não é, seria interessante saber onde é que pára a verdade sobre uma coligação PSD/PPM em que sempre foi dito que existiria um elemento daquele pequeno Partido em posição elegível para a Assembleia Municipal.

 

A ver vamos...

 

publicado às 02:20

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D