Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE VALONGO - DISSERTAÇÕES SOBRE PHOTOSHOP JURÍDICO...

 

Volto à primeira sessão (extraordinária) da Assembleia Municipal de Valongo, iniciada ontem e que terminou já hoje já muito próximo da uma da manhã, para deixar mais vincada a 'preocupação' que já deixei antever no post anterior:

Parece que o novo presidente de Câmara e os eleitos nas listas do  PS, que ganharam (ganhamos) como todos sabem as últimas eleições, começam a evidenciar uma clara - e parece que preocupante para alguns - tendência para falarem verdade, respeitarem compromissos, recusarem fazer hoje o contrário daquilo que durante a campanha eleitoral prometeram que fariam.

 

A primeira a aperceber-se desta 'preocupante' tendência foi a deputada Rosa Maria, ex líder do grupo municipal do PSD no mandato anterior - e parece que agora arvorada de um novo estatuto de 'líder emérita'.

 

Disse ela a propósito da proposta ontem aprovada, sobre a redução da taxa de IMI - no seu douto entendimento, profundamente ilegal e mesmo inconstitucional na respectiva formulação - que "as coisas podem ser ilegais, desde que exista um cuidado na sua formulação que disfarce essa ilegalidade" (explosão de gargalhadas na sala...) e pelos vistos nesta proposta não houve esse cuidado - pois não, confirmo eu - para camuflar a tal 'ilegalidade'.

 

Ainda bem que ela descobriu sem ajuda aquilo que foi uma intenção de quem redigiu o documento: Na câmara (actual) não se recorre ao photoshop para enganar ninguém!

 

Mas seria interessante que a deputada Rosa Maria tivesse sido mais clara - com um pouco mais de tempo além do muito que usou teria sido possível - na tal técnica de mistificação.

 

Não que o presidente da Câmara, os vereadores e deputados municipais - socialistas e independentes que aceitaram de alma e coração integrar este projecto de mudança - estejam interessados em saber como é que se enganam os Órgãos de fiscalização ou o Tribunal de Contas jogando com o português, mas enfim, sempre seria mais um para a vasta colecção de 'tesourinhos deprimentes' com que nos tem vindo a mimosear ao longo dos últimos anos como deputada.

 

Já agora, relembro à ilustre deputada e ao seu 'fiel escudeiro' Daniel Torres, que em situações idênticas à da votação do documento do IMI, não precisam de abandonar a sala para se desresponsabilizarem: basta que recorram à figura do 'voto de vencido' e podem continuar confortavelmente(?) sentados nos seus lugares!

publicado às 15:21

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D