Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

UM 'VITINHO' COM ALGUNS EX-'ISTA' NO CURRÍCULO...


A 'manada' começa a alargar: João César das Neves, Medina Carreira, Miguel Beleza, agora o Vitinho Moreira, são a prova provada de que nem o governo, nem sequer a direita no sentido mais abrangente do termo, detêm o exclusivo da crassa estupidez.

 

Há quem se costume curvar de forma quase reverente  perante o termo 'constitucionalista'. Vital Moreira, sem o pretender obviamente, só vem demonstrar que este 'ista' como tantos outros pomposamente invocados ou atribuídos, não passa de pechisbeque, não merecendo por isso qualquer reverência.

 

Vital Moreira podia até, contestar as regras de formação das pensões de reforma, podia achar que fazia mais sentido um escalonamento diferente, acrescido de eventuais tectos máximos a partir dos quais, eventuais reforços teriam de ser feitos por iniciativa de cada um, sendo certo que essa decisão acarretaria  obviamente enormes prejuízos na arrecadação das contribuições durante o período de formação das pensões.

 

Agora o que não faz sentido, nem faz juz ao 'ista' que pomposamente alguns lhe atribuem e ele agradece, para classificar os seus conhecimentos relativamente à Lei Fundamental, é achar que se pode fazer impunemente aquilo que ontem foi classificado pelo Tribunal Constitucional - e por UNANIMIDADE - como um ROUBO!

Pegar num CONTRATO com regras definidas, com valores calculados de acordo com uma fórmula que nem de perto nem de longe se pode considerar como sendo demasiado solidária e que está presente na altura em que o CONTRATO é executado - o momento da reforma - e manipulá-lo de forma grosseira como o governo o pretendia fazer só podia ter este fim inglório.

 

Vital Moreira é aliás, portador de vários 'istas', todos eles com muitas 'aspas' e sempre antecedidos de um bem visível 'ex': ex-comunista, ex-socialista, ex-constitucionalista - sim, depois desta tirada, só pode ser! - para que lhe atribuamos demasiada importância. Ele não passa de um produto 'adulterado' ou 'contrafeito' independentemente do brilho da etiqueta que ostenta. É mais um elemento a somar ao bando dos 'puxa-saco' do governo, para usar uma expressão brasileira, que por aí pululam quais infestantes renitentes, a incomodar, a poluir e a pedir uma boa desinfestação!

publicado às 16:21

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D