Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

NEM TODAS AS CURVAS TÊM DE SER PERIGOSAS...

 

Antecipo-te todas as curvas, todos os sentidos proibidos, percorro-te com todo o cuidado que me ensinaram a ter e que eu procuro seguir à letra, moderando o meu fulgor interpretando todos os teus avisos - preveniram-me que eras perigosa e eu levei muito a sério quem me avisou, mas agora que nos conhecemos melhor e começamos a interagir, acho que exageraram na recomendação.

Momentos há até, em que me pareces demasiado fácil - ou estarei eu a ser demasiado temerário sem o perceber?

 

Saboreio a beleza com que te adornas – dito em linguagem popular, ‘como-te com os olhos’ -  e sorvo o teu hálito matinal, onde se misturam os perfumes de flores silvestres, de frutos maduros e da terra húmida em que te deitas e espreguiças...

 

E nesta quase tântrica caminhada ao longo de ti, neste pára-arranca intercalado com acelerações bem doseadas, dou por mim - damos por nós - e já a manhã é quase tarde e a fome de ti já começa a ter a companhia de outras fomes.

 

Insidiosos no início, outros desejos se interpuseram entre nós, sendo agora quase incontornáveis e condicionadores do pleno prazer com que te fruía – com que nos fruíamos.

 

Sempre atenta, percebes a minha previdente redução de potência e avisas-me do próximo posto de combustíveis - "a um quilómetro de distância"...

 

Um quilómetro de ti que percorro em terceira, enquanto tento abstrair-me dos apelos vindos das profundezas de mim para que tenha em atenção e por esta mesma ordem, um certo nível de fluidos e um outro reabastecimento não menos importante.

 

Fiquemos portanto por aqui.

 

Foi um prazer – é sempre um prazer viajar em estradas nacionais bonitas, ladeadas de terrenos verdejantes enfeitados de flores e árvores de frutos  – e se me permitires, depois de me retemperar e descansar um pouco, faço-me de novo ao piso...

publicado às 01:12

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D