Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - REFEIÇÕES ESCOLARES E O 'NEGÓCIO DA FOME' DA ADICE ..

O PSD ameaça votar contra o Orçamento (na Assembleia Municipal do próximo dia 15 de Janeiro) se o financiamento irregular de algumas IPSS através do fornecimento das refeições escolares for interrompido!

 

(A Câmara já anunciou que vai abrir um concurso para contratar directamente este serviço, acabando com 'intermediações parasitárias' - e retiro ao termo qualquer conotação mais depreciativa - que se traduzem num financiamento encapotado de algumas Instituições em desfavor de outras, tão merecedoras ou mais de poderem beneficiar também das sempre escassas ajudas públicas).

 

Embora em reunião de Câmara a representação laranja com João Paulo Baltazar à cabeça tenha viabilizado - pela abstenção - o documento, a ex vice-presidente Maria Trindade num registo pouco habitual e uns tons acima do monocórdico discurso do costume, fez questão de assumir as 'dores' das restantes IPSS envolvidas no negócio - sim, porque é de um negócio de milhões aquele de que estamos a falar - defendendo a continuidade do mesmo e exigindo uma negociação urgente com as ditas Instituições.

 

A ver se nos entendemos:

 

As IPSS em questão, contratualizaram este serviço com a Câmara, no executivo anterior, pelo preço de referência de 2,00 € por refeição.

 

(A par disso, 'negociaram' ainda mais uns 'pòzinhos' atirando para a responsabilidade da autarquia a reparação de alguns equipamentos de cozinha - varinhas mágicas e outros - e que ao longo do ano totalizaram mais alguns milhares de EUROS).

 

Logo a seguir e sem dizerem 'água vai', subcontrataram o mesmo serviço com empresas de catering por 1,47 € por refeição, embolsando evidentemente - e de forma abusiva, digo eu - a diferença daí resultante.

 

Câmara, onde a presidente da ADICE Maria Trindade era também vice-presidente do executivo, decidindo por isso em causa própria, não se importou...

 

(Tirando eu, quem é que hoje ainda se dá ao trabalho de se baixar para apanhar 50 cêntimos que veja caídos no chão?).

 

O novo executivo fez as contas  e chegou ao seguinte resultado: 3.500 refeições/dia X 180 dias X 0,53€ = 333.900,00 € - trezentos e trinta e três mil e novecentos EUROS!

 

300 mil EUROS é (nos tempos que correm e na actual situação das finanças da Câmara) muito dinheiro e sobretudo, é dinheiro demais para ser transferido de forma irregular, através deste financiamento encapotado, para algumas IPSS - com a tentacular ADICE à cabeça. Não é por acaso que esta se apresenta a 'liderar a luta'.

 

Até podem ameaçar com o chumbo do Orçamento mas se o fizerem, é bom que se preparem para dar muitas explicações aos valonguenses sobre as tentaculares ligações da ADICE ao aparelho municipal nos mandatos anteriores e que explicam a dimensão do império do 'negócio da fome' liderado por Maria Trindade do Vale.

 

PS: Talvez importe aqui referir, que apesar de parecer que todas as IPSS são 'farinha do mesmo saco' no que a este negócio diz respeito, pode bem acontecer que essa aparente 'geminação' com a ADICE resulte mais do esforço de Maria Trindade em o afirmar, que da realidade concreta. 


  

publicado às 00:47

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D