Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

SER OU NÃO SER (NORMAL) EIS A QUESTÃO...

Como se esperava - como o governo esperava e desejava - o casamento entre pessoas do mesmo sexo, já é "tema do dia" há vários dias (e não pelas razões publicamente expressas pelo primeiro ministro...)

Hoje por exemplo, a propósito de declarações do Cardeal Saraiva Martins, houve mesmo um fórum sobre o tema, no canal de Notícias da RTP...

Tudo portanto a correr pelo melhor para José Sócrates, com a crise a perder algum fôlego no debate público - o que não significa obviamente que o poder letal da mesma se tenha vindo a atenuar!

Fica cada vez mais claro, que a introdução peregrina  deste tema e neste momento, mais não visa do que iniciar o processo de "indução anestésica" da sociedade, para que esta não reaja da forma que seria expectável face à incapacidade do governo em encontrar a terapia adequada para o sofrimento cada vez maior que sobre ela se abate... 

Por outro lado, não se percebe muito bem a posição dos vários grupos de gays e lésbicas sobre o assunto:

Por que raio é que duas pessoas - do mesmo sexo ou não - que se amam e por isso decidem constituir uma célula familiar, necessitam da "bênção" do  Estado para o fazer? Será apenas através do casamento que se pode resolver o problema dos seus direitos mútuos?

Será que a qualidade e a robustez dos laços que os unem dependem da "mimetização" parola dos casamentos hetero, com o ramo de flor de laranjeira (já agora, qual dos dois é que deve levar o ramo?) a troca de alianças,  o "pode beijar a noiva (ou o noivo)", o lançamento do ramo para o grupo das moças casadoiras - onde é suposto que ocorra também uma alteração de "pormenor" consoante a cerimónia se refira ao casamento de dois "eles" ou duas "elas"...

Mas tem sorte o primeiro ministro ministro, por ter do lado dos opositores ao dito   casamento, uma Igreja e uma hierarquia, onde o discernimento nem sempre abunda: bastou que os "agitadores de turno" do lado do governo lançassem o "isco", para que as águas se agitassem com vários Bispos, Cardeais e outros porta vozes, a emitir opiniões e críticas, cada uma mais insensata que a outra...

De facto, a Igreja é a entidade com menos credibilidade para formular juízos de valor acerca do que é ser ou não ser "normal":

Não nos devemos esquecer que a Igreja ainda não considera "normal" o uso de um simples preservativo e que a "função primordial" do sexo. ainda é fundamentalmente  a da procriação - já para não falar no "pecado" que constitui, o facto dos dois elementos de um casal (casal hetero, entenda-se) optarem por "percursos" diferentes dos tradicionais para a consumação do acto sexual...

É caso para dizer - adaptando um aforismo bem conhecido - que "com inimigos como estes, para que é que precisa José Sócrates de amigos?"

 

 

 


publicado às 11:23

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D