Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CORAGEM DE MUDAR...

Vêm aí as Autárquicas - em Alfena, pela segunda vez em menos de um ano, por razões que só agora começamos a compreender verdadeiramente!

Nas intercalares de Janeiro, a esmagadora maioria das pessoas boas e generosas desta terra, que à partida nunca vêm segundas intenções em quem lhes promete o "céu" em troca de uma simples - mas muito importante, fundamental mesmo - cruzinha no boletim de voto, votou mais com o coração do que com a cabeça: Deixou-se (deixamo-nos, porque me incluo entre os crédulos de então) enredar no rol das promessas e projectos de ficção e nos anestésicos acordes de um insinuante canto da sereia vindo das bandas do nosso Leça - o tal em cujas margens, depois da limpeza e despoluição que nunca foram verdadeiramente concluídas, iria ser construída uma área de lazer em que se incluía um circuito pedestre para retirar da rua as muitas dezenas de alfenenses que nos inícios da noite preferem uma saudável caminhada em vez das deprimentes novelas das Televisões que temos.

Votamos com o coração, mas o coração - o nosso coração - traiu-nos e conduziu-nos ao engodo...

Em 11 de Outubro, não podemos cometer o mesmo erro: Desta vez vamos usar a cabeça, para votar no CORAÇÃO - aquele "coração sublinhado" que identifica um projecto de mudança para Valongo (e para Alfena evidentemente...) de um grupo de pessoas que na nossa Câmara, ao longo do actual mandato têm dado provas insofismáveis (embora ao contrário do que agora acontece, integrando um projecto partidário...) de estarem ao lado dos alfenenses no seu combate contra a ilegalidade, o compadrio, a especulação imobiliária, o favorecimento dos grandes grupos económicos.

Refiro-me obviamente ao Projecto encabeçado por Maria José Azevedo - CORAGEM DE MUDAR.

(De mudar o que está mal - em Valongo e Alfena)



publicado às 13:13

2 comentários

  • Imagem de perfil

    cneves 08.09.2009

    Viva,
    Antes de mais, obrigado pelo seu comentário.
    Quanto ao Dr. Arnaldo ter muito para contar (sobre os "empatanços" da Dra. Maria José) estamos de acordo: ele tem de facto muito para contar, só que no sentido inverso aquele que o amigo sugere!
    Eu por acaso até conheço o dono de um terreno da denominada "Zona Industrial II", onde as máquinas já trabalhavam ilegalmente e só foram travadas pelo "empatamço" de que fala - afinal, mesmo em Alfena, há Leis que têm de ser cumpridas...
    Já agora, tenho uma certa curiosidade em saber como é que o Dr. Arnaldo resolveu aquele problema resultante do referido proprietário não aceitar a devolução dos milhares de Euros do terreno . uma vez que as obras já não podiam avançar...
    E repare ainda, que contrariando a tendência normal dos candidatos que perdem eleições - ela perdeu as anteriores - a Dra. Maria José não se foi embora e ocupou o seu lugar de Vereadora na Câmara. Só assim aliás, ela tem conseguido travar um pouco os desvarios do Dr. Fernando Melo!
    Por último, parece-me que ficou um pouco difícil defender o Dr. Arnaldo, depois de ele andar para aí a "oferecer" os votos dos alfenenses a quem deu mais: primeiro ao PS do Dr. Lobão e por último, ao Dr. Melo que os "adquiriu pelo melhor preço"...
    Um abraço
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D