Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ANA JORGE E A "SOPA CASEIRA"...

Ministra apela aos portugueses para fazerem "sopa em casa"

A ministra da Saúde, Ana Jorge, apelou hoje, sexta-feira, às famílias portuguesas para fazerem "sopa em casa" em vez de gastarem em "fast food", aproveitando a necessidade de contenção económica e como forma de combater a obesidade.

JN - Ontem


Eu sei que as afirmações descontextualizadas podem por vezes dar azo a interpretações insólitas, por isso não vou por aí...

Mesmo assim, de um ministro - da ministra da Saúde neste caso - espera-se sempre que quando produza uma qualquer afirmação como esta, e ainda por cima "on the record", consiga antecipar algumas das interpretações possíveis - mesmo as mais matreiras ou maldosas...

Centremo-nos pois naquele que deve ter sido o sentido que a "seráfica senhora" pretendeu dar ao conselho da sopinha caseira.

Sabemos todos que a obesidade assume já as dimensões de uma verdadeira epidemia silenciosa.

Sabemos ainda, que nenhum meio que possa representar um contributo para a solução do problema, deve ser rejeitado - sabemos nós, porque quanto à ministra, a única coisa que sabe é que cirurgias não...

Nem sempre são óbvios o ministros, mas Ana Jorge não o podia ser mais! A cirurgia por agravar o deficit já preocupante do Serviço Nacional de Saúde, está posta de parte!

Resta pois a sopinha ao estilo da nossa avó,  que alia o útil ao agradável (ou "desagradável" na opinião dos putos): protege o orçamento familiar em tempos de crise e contribui para reduzir o número "daqueles doentes chatos" que reclamam do Estado mais apoios para conseguirem baixar dos mórbidos 120 para uns saudáveis 70/80 kg de peso!

O País agradece senhora doutora - o País do combate (a qualquer preço) ao "inestético" deficit obviamente, que o outro, o País real, o dos cidadãos de "carne e osso" - no caso presente, mais carne que osso - esse já tenho dúvidas...

publicado às 10:53

PELA SUA SAÚDE!

 

 

Li AQUI que existem formas de promover a saúde que me agradam mais - bastante mais - que aquelas que todos conhecemos: consultar periódicamente o nosso Médico de família (mesmo sem estarmos doentes) fazer um  check-up anual (no mínimo) e cuidado q.b. com a boca...

Bem, esta última parte (o cuidado com a boca) tem de ser vista num contexto menos limitativo, como se perceberá lendo a notícia para que nos remete  a hiperligação!

Fiquei ainda a saber que hoje é o dia mundial do beijo e também, que o assunto motiva muitos especialistas, desde psicólogos, nutricionistas, urologistas, sexologistas e outros "ólogos" e "istas" entendidos na matéria!

Quando pensávamos que já sabíamos tudo sobre o "assunto", descobrimos afinal como o tudo é muito relativo e como a frase de  V. I. Lenine  ("aprender, aprender, aprender sempre") continua a fazer sentido...

publicado às 17:17

SERVIÇO PÚBLICO (Especial) - DÊ SANGUE!

Hoje não me apetece falar sobre "espécies autóctones de Alfena"...

Abro este espaço unicamente para garantir um "Serviço Público Especial": Dar sangue!

Apesar da enorme e solidária resposta dos portugueses ao apelo lançado há dias pelo  Instituto Português do Sangue - quem disse que não éramos solidários? - há (ainda) falta do precioso fluido em Portugal (aliás, as dádivas nunca deixam de ser necessárias e raramente existem excedentes).

Como dador assíduo que tenho sido ao longo dos últimos anos, andava aqui com um problema de consciência por já ter falhado duas vezes nessa regularidade (um dador homem, não existindo contra-indicações,  pode dar sangue de 3 e e meses)...

Perante o referido apelo não podia deixar de corresponder, colocando de parte outros afazeres e rotinas menos importantes e lá fui hoje até às instalações do Instituto no Porto - Rua do Bolama, nº. 133 (uma transversal da Rua Faria Guimarães).

Experimentem se puderem! Acreditem que não custa nada e ficamos com um "travo" agradável no coração...



publicado às 13:53

UNIDADE DE SAÚDE FAMILIAR DE ALFENA - CIDADÃO COM DIREITOS...

Quem se der ao trabalho de "bisbilhotar" o histórico deste Blog, descobrirá algures no meio dos post publicados, uma das minhas muitas "causas" - a luta contra a burocracia imperante na nossa Unidade de Saúde.

Esteve a decorrer até agora um processo de queixas e reclamações relativamente à recusa da Drª. Marilita Almeida, coordenadora da USF, em aceitar pedidos de medicação prolongada via e-mail ou Fax.

Expus o assunto ao ACES de Valongo, à ARS-Norte, à Secretaria Geral Do Ministério da Saúde. Não tive ainda uma resposta formal à última Reclamação apresentada, mas na sequência de toda esta troca de correspondência, já há resultados concretos: Este mês, quer eu quer a minha esposa, já pudemos apresentar os nossos pedidos de medicação via Fax.

É óbvio, que como em todos os outros Direitos, este só se consolidará se for usado pelos cidadãos que dele podem beneficiar! Esta não foi uma "guerrinha privada" do cidadão que escreve este post. Foi uma luta contra a prepotência e a burocracia instaladas na nossa Terra e nos sítios onde menos se esperava ter que as enfrentar e que no caso concreto, obrigava qualquer Utente a deslocar-se à Unidade de Saúde - com as dificuldades inerentes à localização da mesma - para apresentar uma simples guia onde já consta a respectiva medicação habitual e uns dias depois, fazer o mesmo percurso para tentar levantar a respectiva Receita - e digo tentar, porque muitas vezes, ouvem pelo meio apenas um "ainda não está assinada, volte amanhã"... 

 

publicado às 13:17

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D