Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A CÂMARA DE VALONGO E A SITUAÇÃO DOS BOMBEIROS DE ERMESINDE

Assim não senhor Presidente da Câmara - caro Dr. José Manuel Ribeiro!

 

Na sequência da Moção que decidi apresentar hoje (segunda parte da sessão de 30 de Abril da Assembleia Municipal de Valongo) - fi-lo a título individual mas discuti-a no seio do Grupo Municipal do Partido Socialista - confirmei apenas aquilo que já sabia:

 

Que o facto da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde se encontrar 'sequestrada' desde 14 de Dezembro de 2013 não preocupa (quase) ninguém.

 

Que o facto de a Câmara continuar a transferir os vários apoios protocolados com os Bombeiros como se nada de especial se estivesse a passar e como se a Direcção não se resumisse - neste momento - a dois amigos assessorados pelo Comandante - ou vice-versa - também não tira o sono à maioria dos meus colegas deputados - nem ao presidente da Câmara.

 

 

- Que interessa que neste momento já nem sequer exista uma Direcção em exercício mas apenas os tais dois 'resistentes' de serviço à 'gamela' do Orçamento?

 

- Que interessa saber se o dinheiro que a Câmara transfere serve para fazer admissões irregulares e talvez até para outras coisas ainda mais criticáveis, em vez de ser utilizado para financiar a actividade dos BVE?

 

Claro que a Câmara não se pode imiscuir nos assuntos internos dos Bombeiros. Mas pode - e deve, digo eu - manifestar publicamente a sua preocupação e pode ao menos admitir a possibilidade de deixar de transferir os referidos meios se tiver dúvidas razoáveis - e elas existem - sobre a boa gestão dos mesmos!

 

A minha Moção era sobre isto.

 

Votaram todos contra (PSD/PPM, CDS, CDU, Bloco de Esquerda)

 

Todos menos o Grupo Municipal do PS que se absteve (com uma excepção, creio).

 

Percebi a abstenção: Os meus colegas do Grupo partilham da minha preocupação mas não quiseram subscrever a forma como a coloquei.

 

Já não percebi - confesso-o e já o disse ao próprio (é do presidente da Câmara que estou a falar) a classificação da abstenção do Grupo como um erro!

Das duas uma: ou defendia previamente a disciplina de voto relativamente a uma posição, qualquer que ela fosse - e podia tê-lo feito - ou não deveria ter feito esta crítica em termos mais ou menos públicos!

 

Penso eu...

 

Ficamos então neste ponto: A única certeza que temos sobre a boa gestão dos dinheiros públicos que são transferidos para os BVE é de que não temos certeza nenhuma sobre as 'boas práticas' na sua utilização.


 

MOÇÃO

  

Considerando:

  

1. Que a situação vivida no seio da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde (AHBVE) é suficientemente preocupante para já ter provocado algum alarme junto do Órgão executivo do nosso Município – afinal os Bombeiros Voluntários de Ermesinde são um importante pilar na estrutura da protecção civil municipal do nosso Concelho;

 

2. Que não se podendo exigir ao presidente da Câmara que se imiscua nos assuntos dos Bombeiros, por mais lamentável que seja o papel protagonizado pelos corpos sociais ainda em exercício – aliás já sem a presença do presidente da Direcção, que se demitiu finalmente há poucos dias atrás – se pode no entanto esperar que ao menos nos dê nota pública da sua preocupação;

 

3. Que a forma como se processa a gestão actual da AHBVE indicia uma degradação acentuada na já criticável gestão dos últimos meses de ‘mandato sem mandato dos associados’  – com admissões de pessoal e outros actos gestionários incompatíveis com a situação de gestão em que a Direcção e restantes Órgãos arbitrariamente se colocaram;

 

4. Que o desrespeito pela Lei e pelos respectivos Estatutos é tamanho que nem mesmo algumas das deliberações da última Assembleia Geral foram cumpridos – a exigência da admissão do candidato a associado que recorreu para a mesma Assembleia da recusa da Direcção por exemplo, não foi ainda cumprida;

 

A Assembleia Municipal de Valongo insta o Senhor presidente da Câmara no sentido de:

  

a. Informar a Direcção em exercício da AHBVE, da sua intenção de suspender todas as relações institucionais com a mesma – apenas com esta e não com o Corpo de Bombeiros nem com o seu Comando – caso a referida instabilidade se mantenha para além do final da segunda quinzena do mês de Maio;

  

b. Que dadas as óbvias consequências de índole financeira que esta suspensão poderá acarretar para o Corpo de Bombeiros, dê conta destas preocupações e da intenção expressa, à Autoridade Nacional de Protecção Civil e ao Comando Distrital de Operações de Socorro.

 

 

 

 

publicado às 01:13

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D