Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A (IN)JUSTIÇA EM PORTUGAL - AS INSOLVÊNCIAS E OS ADMINISTRADORES DAS MESMAS...

Captura de ecrã 2018-01-26, às 11.08.56.png

 

Tenho seguido com atenção a luta abnegada - e quase heróica nas actuais condições climatéricas do País - das trabalhadoras da antiga TRIUNPH...

 

Finalmente foi decretada a insolvência da empresa e na sequência da mesma as trabalhadoras podem requerer o subsídio de desemprego, indemnizações a que tenham direito e aceder desde já ao 'fundo de garantia salarial' da Segurança Social.

 

Podem ainda ficar mais descansadas em relação aos receios de desvio de património da TRIUNPH, receio esse que as obrigou aos enormes sacrifícios de que falei e que todos fomos acompanhando...

 

Mas será que podem mesmo?

 

Captura de ecrã 2018-01-26, às 11.11.45.png

 

Neste 'link' podem seguir uma situação muito semelhante ocorrida em 2013 com uma empresa de construção civil em Valongo - a SEC de Almerindo Carneiro - também ela alvo de um PER e posterior insolvência antecedido de muita luta por parte dos trabalhadores sem salários. 

Foi necessário muito trabalho e até um pesado processo judicial por "difamação" contra mim - por apoiar neste Blog os "espoliados da SEC" e denunciar os empresários desonestos e os roubos e desvios de património.

 

Caras trabalhadoras da TRIUNPH, não quero desanimar-vos mas o património da dita SEC apurado na sequência da insolvência - um valor próximo de meio milhão de euros - está há mais de 2 anos à guarda do Tribunal, com os trabalhadores a passarem necessidades - já esgotados os respectivos subsídios de desemprego - perante a passividade de uma Administradora de insolvência que até já nem atende os telefonemas dos elementos da Comissão de credores nomeada pelo Tribunal.

 

A nossa Justiça é o que é e os processos de insolvência são um nebuloso labirinto gerido por Juízes que envergonham o País e por uma classe parasitária de "administradores de insolvência" que se vão revezando uns aos outros - no caso da SEC já é a segunda que o Tribunal designa - para ir facturando honorários e fazerem tudo, menos aquilo para que supostamente foram designados.

 

Leiam o que escrevi e tomem medidas preventivas - antes que se vejam confrontadas com uma situação como a da ex-SEC!

 

 

publicado às 10:36

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D