Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A 'JOVEM (FALSA) PROMESSA' DO PS DE VALONGO...

Citando o Jornal VERDADEIRO OLHAR de hoje - AQUI:

 

VO_1.png

VO_2.png

VO_3.png

 

Comentário breve - ou nem tanto:

 

Ao longo deste ano e meio que já decorreu sobre a sua eleição, José Manuel Ribeiro teve todas as oportunidades de fazer por 'merecer' que eu me mantivesse am silêncio:

Cumprindo os objectivos do seu programa, realizando obra concreta, 'transformando-se' - por um mandato pelo menos - numa pessoa de bem, numa 'espécie de estadista'...

 

Lamentavelmente - para ele - nem capaz foi de 'refinar' estrategicamente a sua configuração manhosa de "ex-pior de tudo aquilo que as jotas de todos os quadrantes possam ter"!

 

A constatação que foi ocorrendo e se se foi consolidando ao longo deste tempo, de que a 'jovem promessa' era afinal igual a si próprio, não me desculpará, na parte em que aceito ter sido conivente, mas ajudará a perceber o diferimento que lhe proporcionei relativamente a esta denúncia

 

Se o eleito presidente da Câmara se tivesse vindo a redimir através de acções concretas - cumprindo apenas e afinal, o seu programa eleitoral - relativamente a tudo o que de errado fez para conseguir essa eleição não faria sentido, considero eu, estar a repescar erros de percurso - em prole de um bem maior: a estabilidade de um bom mandato que estivesse a exercer.

 

Acontece que não foi isso que aconteceu!

 

José Manuel Ribeiro não só traiu todos aqueles que acreditaram nele, como passou mesmo a perseguir muitos deles - e às vezes apenas por o criticarem ou discordarem de muitas das suas decisões.

E como se fosse possível fazer ainda pior - com José Manuel Ribeiro isso é sempre possível - ele fez tudo para dar a  entender que se algo de errado ou menos transparente tinha ocorrido na sua campanha - e parafraseando Ricardo Salgado a propósito das contas marteladas do BES - "a culpa teria sido (não do contabilista mas) do seu braço direito, ou quiçá do esquerdo, ou quiçá eu próprio"...

 

Mas desiluda-se o seu principal adversário de 2013, João Paulo Baltazar - 'quilómetros' à frente aliás, porque não dizê-lo. em termos de frontalidade, de capacidade de liderança e de trabalho (sendo que no caso do 'trabalho' eu nunca escondi as divergências que se mantêm em relação à forma como o direccionava). Desiluda-se João Paulo Baltazar, dizia eu, em relação a este 'líder' concelhio do grande partido que é o PS, se pensa que todos os ataques da 'jovem promessa' o visaram apenas a ele ou alargando um pouco mais, aos adversários em presença em 2013!

 

No plano da insídia, José Manuel Ribeiro nunca ficaria pelos 'serviços mínimos' - até porque adversários igualmente 'perigosos' ele tinha-os (e pelos vistos tem) dentro e fora do partido:

 

Utilizou por isso todas as formas possíveis, mesmo as mais condenáveis e que por isso nunca assumiu publicamente, para atingir não apenas os adversários naturais, mas também os seus 'camaradas' que ele imaginava pudessem 'roubar-lhe' apoios internos numa máquina onde ele nunca foi especialmente 'amado'!

 

Não digo o que digo de ânimo leve e pode ser comprovado - num outro momento mais oportuno.

E faço-o não por despeito - por não ver atendida qualquer pretensão de protagonismo ou por recusa de alguma benesse - mas porque um ano e meio é tempo mais que suficiente para consolidar a minha total descrença em qualquer regeneração de quem tendo "nascido torto, tarde ou nunca se endireitará"...

 

 

 

 

publicado às 14:53

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D