Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

AGORA SIM...

 

Captura de ecrã 2016-05-16, às 17.24.30.png_______________________________________________________________________________________________

 

Nada como as coisas bem claras, estilo "pão pão, queijo queijo", para que todos nos entendamos bem melhor...

 

O que é que esta notícia do JN tem a ver com Alfena e Valongo e com o famoso "garimpo de Alfena", ou com a cirúrgica e apropriada Carta REN de Valongo que lhe preparou o espúrio caminho e que deu origem ao volumoso processo de denúncia que apresentei em Dezembro passado no Ministério Píblico?

 

Tem tudo!

 

Já tínhamos percebido que a corrupção não tem cor e é muitas vezes transversal ao espectro partidário tal como o conhecemos mas assim fica mais claro: Fernando Melo, José Luís Pinto, Vítor Sá, entre outros, não são - é injusto que assim continuemos a considerá-los - os únicos "alegados corruptos" associados ao contexto da gestão municipal do 'subúrbio'.

 

Recordo aqui o entusiasmo de José Manuel Ribeiro aquando da finalização do processo de revisão do PDM  e o 'entusiasmo vezes dois' a propósito da negociação com a Jerónimo Martins para a instalação da plataforma logística na zona do 'garimpo de Alfena'.

Ele foi de tal de tal forma 'transparente' e foi tão escandaloso o seu estranho(?) 'fechar de olhos' relativamente ao tenebroso negócio promovido pelo 'testa de ferro' do Santander/Novimovest, Jaime Resende, ex-membro da Assembleia Municipal de Matosinhos e familiar de Narciso Miranda - o tal que gerou um lucro de 16 milhões no espaço de 1 hora - que tudo isto tinha de trazer água no bico.

 

Afinal, a subida de António Vitorino de um cargo simbólico que ocupava no Santander, para um lugar na Administração, são a prova de que 'eventuais bons serviços' prestados à 'causa comum' não estavam esquecidos, chegando agora o momento de serem devidamente 'retribuídos'.

 

Caso para dizer a José Manuel Ribeiro que nada terá a temer no caso de os valonguenses resolverem em 2017 'acariciar-lhe-o-fundo-das-costas-com-a-biqueira-do-sapato-do-pé-em-riste':

Está provado que o grupo Santander não é de esquecer os bons amigos...

publicado às 17:25

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D