Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ALFENA DO NOSSO DESCONTENTAMENTO...

PLATAFORMA.jpg

 

Câmara de Valongo e Junta de Freguesia de Alfena parecem irmanadas num esforço comum de reinventar a roda!

Pena é que desse esforço feito com dinheiros públicos usados para custear as obras de remodelação do antigo Jardim de Infância de Cabeda e nele instalar  a Plataforma Solidária de Alfena - com a pompa e circunstância do costume e da qual José Manuel Ribeiro e Arnaldo Soares parecem gostar em doses iguais - tenha resultado uma "roda quadrada".

 

Alfena, como eu me fartei de dizer ao presidente da Câmara - numa altura em que ainda conseguíamos falar - nunca poderia contar com um futuro promissor para aquele equipamento!

A solidariedade só pode acontecer quando o espírito solidário está no ADN de quem a pratica!

Saindo do protocolo tripartido a única IPSS - ver carta a seguir - fica difícil, mesmo muito difícil "ver" no ADN dos dois parceiros restantes algum resquício solidário!

O que fica isso sim, é apenas a gestão do 'marketing' eleitoral de Arnaldo Soares rumo ao próximo mandato na Câmara!

Como veremos com mais pormenores no futuro próximo, ele não brinca em serviço! 

________________________________________________________________________________________

REC_AVA.png

A Associação Viver Alfena, como sabe, é uma organização sem fins lucrativos que tem por objecto prosseguir fins de solidariedade social e de apoio à integração social e comunitária.

 

Neste âmbito e para dar cumprimento ao protocolo estabelecido para o funcionamento da Plataforma Solidária de Alfena entre a Câmara Municipal, Junta de Freguesia e Associação Viver Alfena em 28 de Março de 2014, esta instituição, conforme entendimento entre todos os parceiros, reafirmou a promoção de actividades na sala da plataforma que nos foi cedida para o efeito.

 

A promoção dos serviços da nossa associação foi já iniciada com a distribuição durante o mês de Setembro 2014 do FEAC – Fundo Europeu de Auxilio a Carenciados que a nossa instituição tem por protocolo com a AMI, apoiando 167 famílias.

 

Como acontece todos os anos a partir da 1ª quinzena do mês de Janeiro torna-se necessário proceder às inscrições e renovações do programa, dinamizar o serviço e receber as centenas de utentes do mesmo, sendo necessária a referida sala.

Após, por várias vezes, termos solicitado que nos fosse entregue a sala, que nos termos acordados estava destinada ao desenvolvimento da participação da AVA no contexto da Plataforma, e sem que até agora tivesse ocorrido, no passado dia 07 de Janeiro deslocamo-nos à Plataforma para organizarmos a sala para o efeito referido atrás e mais tarde recebermos e entregarmos o programa em questão. Depois de solicitarmos a entrega da chave, ficamos incrédulos ao constatarmos que a sala estava transformada em sala de arrumos, com as prateleiras e restante espaço cheio de roupa diversa e outros utensílios, isto é, sem condições de ser utilizada.

 

Nesta situação e para dar cumprimento aos prazos estipulados, não tivemos outra alternativa senão, procurar outro local para efectuar as inscrições/renovações.

 

Permitam-nos assim o seguinte entendimento:

 

A nossa Associação, independentemente da forma mas porque o que estava em questão era a viabilização da Plataforma social, desde logo se disponibilizou e, sem qualquer reserva, se prontificou a colaborar. Contudo foi claro para muitos dos que acompanharam o aparecimento da Plataforma, e mesmo na sua inauguração, que, afinal, a AVA não era assim tão necessária, sendo mesmo ignorada em todas as decisões, protocolo e condições de acção.

Até à data nenhum dos parceiros, apesar da solicitação, explicou, informou e muito menos agiu de forma conjunta com a Ava reconhecendo, ainda que indirectamente, a parceria, antes evitam, de forma antinatural, o envolvimento institucional.

 

A nossa Associação nasceu para proporcionar aos necessitados o apoio que somos capazes de oferecer e eles precisam; Não queremos estar para estar mas para mudar a vida de quem precisa do nosso apoio e solidariedade na integração. Há muito a fazer; Podemos e queremos fazer mais.

  

Face aos factos constatados, que são manifestação clara da vontade e intenção das partes, e ao incumprimento deliberado por parte dos seus parceiros do protocolo, a nossa Associação não tem condições para continuar na parceria.

 

Assim, por deliberação unânime em Reunião de Direcção desta Associação, vimos pelo presente renunciar ao protocolo assinado sobre a Plataforma Solidária de Alfena.

Solicitamos em consequência, a retirada do nosso nome/logótipo que se encontra inscrito na placa identificativa dos parceiros, afixada na Plataforma Solidária, uma vez que deixa de fazer sentido, é enganadora.

 

Esperando que a Plataforma continue a ser um bem precioso para a comunidade,

 

Com os nossos melhores cumprimentos

 

P´Direcção

 

Manuela Duarte ( Prof.ª)

publicado às 00:51

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D