Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ALFENA - UM OLHAR CRÍTICO SOBRE O NOSSO BURGO...

 

 

Os membros da Assembleia Municipal de Valongo visitaram hoje a cidade de Alfena, visita que contou com a presença do presidente da Câmara, Dr. José Manuel Ribeiro...

 

O percurso teve em conta muito do que há de bom na nossa cidade e que importa realçar - S. Lázaro e o casamento feliz com o nosso querido Rio Leça, o aproveitamento do espaço sob o viaduto da A41, o futuro Museu do Brinquedo (parte do acervo histórico/cultural mais relevante da nossa terra anda espalhado um pouco por todo o lado mas ainda não tem um ancoradouro no seu ponto de origem) a futura plataforma solidária de Alfena/Valongo em Cabeda - mas não deixou lançar também um olhar crítico sobre algumas coisas negativas - profundamente negativas direi eu...

 

'Ardilosamente' ou não, o nosso anfitrião' e presidente de Junta 'conduziu' o autocarro em que nos fazíamos transportar, até ao novo 'ex-libris' de Alfena - a construção da Rua do Viveiro...

 

Fez bem, porque uma coisa é denunciarmos, falarmos sobre o assunto, outra bem diferente é termos parado na confluência das Rua e Travessa do Viveiro e Rua de Baguim e olharmos para aquela espécie de 'bunker' inserido numa imaginária 'rotunda triangular', delimitado por muros que mais parecem ameias de um castelo medieval e vermos 'em directo' os constrangimentos do cidadão comum face à circulação automóvel ainda que incipiente num dia de sábado.

Finalmente, os eleitos da Assembleia Municipal tiveram a oportunidade de tirar conclusões ditadas apenas pelos seus próprios olhos, relativamente  aos vários erros ali cometidos - erros do executivo anterior da Câmara que licenciou o empreendimento, mas também do actual que não teve a coragem de os travar, lançando mão de todos os instrumentos que pudesse ter ao seu alcance.

 

Para último lugar deixei propositadamente a Escola Secundária de Alfena (Lombelho) e o problema da falta de transportes escolares, que pode a médio prazo, colocar em causa o futuro daquele estabelecimento de ensino.

Ao contrário de muitas das escolas do nosso Concelho, aquela tem instalações modelares que são um verdadeiro exemplo para as suas congéneres, a braços com problemas estruturais de toda a ordem - até mesmo de saúde pública.

 

Porém, os alunos são obrigados a fazer a pé todos os dias, faça sol ou faça chuva, em dias de temporal ou de intenso calor.

O mesmo percurso que hoje fomos convidados a fazer, sem o 'upgrade' da mochila carregada de livros e sem a 'ditadura das horas marcadas' a impôr-nos o ritmo da passada.

 

Correndo o risco de mais uma vez ser politicamente inconveniente, eu não hesito em afirmar: entre os nossos jovens que são o futuro do nosso País e os vultuosos auxílios que apesar da crise se vão distribuindo por algumas actividades alegadamente culturais ou desportivas incuindo o futebol, eu optaria claramente pelos transportes escolares - em moldes idênticos aos que existiam no passado recente.

Desculpem-me os 'maluquinhos da bola' - alguns deles quem sabe, com filhos a fazerem diariamente o íngreme percurso - mas isto é o que eu penso.

 

Foi uma boa visita que nos permitiu ao longo de quase toda ela olhar para o nosso Leça e ponderar no muito que temos ainda para fazer, no sentido de nos reconciliarmos com ele...

 

 

publicado às 13:46

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D