Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

AVESTRUZES DE VALONGO...

20150730_214726.jpg

 

Hoje (ontem) foi dia de Assembleia Municipal e para 'quebrar a rotina', houve uma data de colegas - na verdade quase todos - que resolverem fingir que eram avestruzes...

Um comportamento estranho - digo eu - porque normalmente a avestruz dá-se mal sempre que resolve meter a cabeça na areia.

De forma sucinta, o que se passou foi que antes de entrar na ordem de trabalhos eu usei a figura Regimental "para uma interpelação à Mesa". Se o Presidente da Assembleia quisesse seguir o 'guião' correcto nestas circunstâncias, deveria ter feito a pergunta também habitual "e é para que efeito?"...
Em vez disso porém, não só não permitiu(!) a interpelação como pediu que eu a entregasse por escrito na Mesa(!).


A 'cereja no topo do bolo' foi colocada a seguir, no inevitável recurso para a Assembleia sobre a decisão da Mesa: apesar de eu já ter deixado escapar que se tratava de um assunto grave, o conjunto dos deputados - com excepção do deputado alfenense do PPM Paulo Basto) que se absteve - alinhou pela posição anti-Regimental do Presidente.

 

Ficou-me uma dúvida a provocar uma leve 'coceira': não tiveram em nenhum momento a 'humana curiosidade' de querer saber de que tratava a interpelação?

Eu sei que 'a curiosidade matou o gato' mas a verdade - como já vimos - é que vocês são gatos... 


Se como eu já disse atrás,  o Dr. Abílio Vilas Boas tivesse seguido o 'guião' - "para que efeito?" - a minha resposta teria sido simplesmente esta: "para invocar o Regimento e pedir a intervenção urgente do Sr. Presidente no âmbito das suas competências"
(Nos termos do art.º 31.º - d) e para os efeitos previstos no art.º 6.º - 3-a)


E claro, em meia dúzia de linhas divididas em dois pontos, detalharia os dois assuntos relativamente aos quais se impunha - impõe! - a intervenção do Presidente da Assembleia Municipal...


Por enquanto, fico-me por aqui, não sem antes reforçar que sobretudo um deles é grave e envolve actos do executivo (presidente da Câmara) que aparentemente violam a Lei de forma grosseira e lamentável...

publicado às 02:25

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D