Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÂMARA DE VALONGO - AO QUE ISTO CHEGOU...

E se é que alguém ainda tinha alguma dúvida acerca da 'mãozinha' de José Manuel Ribeiro e dos seus apaniguados no ataque anónimo(?) que me foi feito a semana passada, aqui ficam algumas 'provas' de que o assunto foi tratado na Câmara ao mais 'alto nível':

 

1. Há dias estive presente em duas 'audiências das segundas-feiras' acompanhando duas reclamações de dois munícipes - um de Valongo e outro de Ermesinde. Um deles foi aquele em que José Manuel Ribeiro deixou a esposa do munícipe que titula a reclamação, literalmente de olhos no chão ao atirar-me aquele "você não tem tomates para me acusar de nada".

 

2. Na última reunião de Câmara, houve um munícipe que falou no ponto destinado ao público na última reunião de Câmara, para denunciar a falta de vontade do executivo - pior do que isso, a protecção ilícita que é dada a elementos da administração de um condomínio onde os serviços da Câmara impuseram a realização de obras urgentes de conservação e segurança, elementos que são amigos do adjunto do presidente. Referiu ainda o adiamento sucessivo de acções legais e a recusa em tomar decisões que implicariam a aplicação de coimas - sugeridas aliás nos autos elaborados pelos próprios Serviços nas várias deslocações ao local.

Numa conversa em privado já depois da reunião, o presidente disse a esse munícipe e à sua irmã também presente: "vocês andam a ser manipulados" - tradução livre: "vocês andam a ser influenciados pelo Celestino".

 

(Sobre este caso, registo aqui para que conste - e para que melhor se perceba que o meu caso não é uma provocação isolada levada a cabo por algum inimigo de estimação:

Este munícipe recebeu hoje na sua caixa de correio uma carta com o panfleto que andou a ser distribuído sobre o 'meu caso', com um acrescento feito à mão, algo - cito de memória - "e a ti (se não te calas) vai-te acontecer o mesmo"!).

 

3. Ainda sobre este caso e para que se perceba como funciona a rede de conluios dentro da Câmara:

Numa fase em que eu ainda falava com o adjunto do presidente nos intervalos em que o 'chefe' não me atendia ou se escusava a falar comigo, fiz-lhe uma vez um comentário por SMS relacionado com a não comparência numa reunião de mediação, de uma senhora que é funcionária pública, que pertence ao 'lado litigante' do dito condomínio, para além de ser ainda amiga dele e não sei se também do presidente:  "como vês, a Paula não está tão de boa-fé como tu dizes" - citei de memória o meu SMS.

 

Um SMS privado, que ele replicou e enviou à própria, a qual foi 'tirar satisfações comigo' no início de uma Assembleia Municipal que se realizou em Alfena.

Ela mostrou-me no seu telemóvel a cópia desse SMS privado, Paulo Ferreira!

 

Portanto, meus caros amigos - todos aqueles cujos casos pendentes eu tenho vindo a acompanhar de uma forma ou outra na Câmara: não estranhem se receberem por estes dias mensagens iguais à que foi enviada ao Nelson (o reclamante do tal condomínio).

 

 

Não as considerem no entanto uma ameaça. Elas visam - apenas - pressionar-me a mim.

 

O Zé Manel até me avisou, numa daquelas últimas reuniões que correram mal, no seu gabinete: "quem semeia ventos colhe tempestades" - as tempestades semeia-as ele, claro!

 

O azar dele é que eu convivo relativamente bem com contextos estilo 'olho do furacão' - de forma controlada e tomando as minhas precauções, como é óbvio!

 

publicado às 22:03

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D