Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÂMARA DE VALONGO - DE TANTAS SEMELHANÇAS SE FAZ A 'DIFERENÇA'...

Captura de ecrã 2016-03-24, às 00.02.31.png

 

Os amigos do actual presidente da Câmara de Valongo acordaram agora para a auditoria efectuada à gestão da Câmara de Valongo entre 2010 e 2013 e recentemente tornada pública.

 

O Jornal Verdadeiro Olhar escreveu sobre o assunto AQUI

 

Começa por se tornar estranha a (relativa) euforia dos 'batedores de palmas' em relação a este documento uma vez que o trabalho só arrancou após muita insistência da oposição. O PSD até se deu ao luxo de questionar José Manuel Ribeiro sobre os motivos de tanta hesitação em dar seguimento à mesma  - "quem não deve não teme", dizia João Paulo Baltazar a propósito...

 

Pelos vistos "devia", mas isso já nós todos sabíamos e daí estranharmos os sucessivos adiamentos de JMR.

 

Escrevi sobre isso AQUI

 

Claro que agora, passada já mais de metade do actual mandato, percebemos melhor tão estranha hesitação: avançar com a auditoria iria colocar os holofotes de novo sobre a gestão de má memória de Fernando Melo e por comparação, também sobre o novo (?) paradigma - se 'novo paradigma' se pode chamar à gestão actual.

 

Este mandato, no que à matéria da auditoria diz respeito, não é de facto substancialmente diferente dos anteriores:

'Favorecimentos ilícitos, adjudicações por ajuste directo como regra e não como excepção, 'branqueamento de actos de corrupção', beneficiação de infractores urbanísticos, privilégio de ´boys' no acesso aos escassos 'jobs' que se vão arranjando, tudo isto comporta demasiadas e preocupantes semelhanças com o tal passado de má memória.

 

Talvez por isso é que ninguém estranhará que eu me recuse a dar visibilidade a uma auditoria que não serve para nada, porque ninguém ao nível dos que mandam na Câmara está disposto a fazer diferente relativamente aos problemas detectados.

 

A minha crítica feroz à gestão de Fernando Melo teve o seu tempo, mantenho tudo o que sobre ela escrevi e não tenciono retocá-la. 

 

Do mesmo modo, também não tenciono amenizar a 'crítica feroz' à gestão de José Manuel Ribeiro e por isso entreguei em Dezembro passado no Ministério Público de Valongo uma volumosa denúncia sobre "a prática de eventuais actos de corrupção que o podem incluir a ele, bem como a alguns dos seus antecessores e outros" - para começar...

 

Sosseguem pois os 'batedores de palmas', evitem atirar pedras aos telhados vizinhos e não cuspam muito para o ar - por uma questão de higiene e não só...

 

publicado às 22:54

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D