Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"CANDIDATOS ENGRAÇADINHOS" E ELEITOS SEM GRAÇA NENHUMA...

Captura de ecrã 2016-01-26, às 20.35.52.png

 

Eu até gosto do Jerónimo de Sousa e sinceramente não acho que tenha havido maldade no soundbite da noite eleitoral - "Podíamos arranjar uma candidata mais engraçadinha e com um discurso mais populista" ...

No calor do balanço eleitoral e ainda a quente face à desgraça dos resultados obtidos pela maioria dos candidatos, não vai ser esta tirada menos feliz que vai alterar a opinião que tenho sobre o secretário-geral do PCP - e é boa.

 

Mas já agora, camarada Jerónimo, que tal meditar um pouco sobre o porquê da "candidata engraçadinha"  ter dado uma abada ao (apenas) simpático ex-sacerdote? Que tal comparar o trabalho dos dois - o dela no Parlamento Europeu e o dele... não sei onde?

À prestação dela nesta campanha eleitoral, à forma quase intimista como dialogava com as pessoas, sem grandes encenações, sem grandes manifestações de massas, sem grandes 'arruadas',  o simpático ex-sacerdote contrapôs sempre o formato oficial do PCP, ao bom (?) estilo da fase pré-Gorbatchev da URSS ou à actual do 'camarada' Kim Jog-un da Coreia do Norte, esse baluarte do socialismo...

Como poderia portanto o PCP esperar um resultado diferente?

 

Mas poderia o PCP ter obtido melhor resultado?

 

Claro que sim!

Bastava que tivesse sabido antecipar a mais que previsível estratégia do candidato do regime, um "pré-eleito" que, ele sim, resolveu investir o máximo na faceta de "engraçadinho" - no sentido mais pejorativo do termo.

 

A alternativa para "candidatos engraçadinhos", caro Jerónimo, não seria evidentemente um "candidato (ainda mais) engraçadinho" mas sim um candidato sério, mas sério 'a sério' - sem ter de ser necessariamente sisudo.

 

É público que, por razões que se prendem com o combate em que estou envolvido, eu votei em Paulo Morais. 

Não vou evidentemente ao ponto de achar que o PCP poderia ter apoiado esta candidatura, mas coisa bem diferente teria sido o apoio a Sampaio da Nóvoa que deveria ter sido seriamente ponderado não fosse a tradicional 'urticária' que o termo 'independente' sempre provoca nas elites dirigentes dos vários Partidos e também do PCP.

 

Não é por acaso que na Assembleia Municipal de Valongo os representantes do PCP (mas neste caso também do Bloco de Esquerda) têm estado sempre ao lado do poder socialista - da 'facção do avental' que é maioritária - na sonegação de direitos ao deputado independente (eu próprio). Este posicionamento nada surpreendente - pelas piores razões - tem impedido uma tomada de posição justa, visando adaptar um ou dois pontos do Regimento que me impedem de ter os mesmos direitos do deputado (único) do Bloco de Esquerda!

E ainda que em tese pudéssemos admitir que prevalecia maioritária a actual situação, seria apesar de tudo mais simpático verificar que, pelo menos ao nível local, o termo 'independente' não provocava este tipo de "urticária".

 

publicado às 18:12

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D