Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CRÓNICAS DO 'SUBÚRBIO' DE SEMPRE E DOS NEGÓCIOS DO COSTUME...

Captura de ecrã 2015-04-2, às 23.00.00.png

'Take' 1:

 

Após um intervalo de algumas sessões em que decidi dar uma prioridade a mim próprio, lá fui hoje de novo à reunião pública de Câmara...

 

Pensava eu, na minha eterna e incorrigível ingenuidade, que José Manuel Ribeiro tivesse crescido e que a configuração destas reuniões já tivesse atingido um estádio de desenvolvimento tal que não déssemos pelo tempo passar e mais do que isso, que no fim das mesmas saíssemos todos a 'salivar' já em relação à próxima - independentemente das cores políticas de cada um...

 

Era assim - embora pelas piores razões - no tempo de Fernando Melo.

 

Agora e por melhores que sejam as razões que nos possam arrastar até ao 'condomínio' da Avenida 5 de Outubro, não há força de vontade que resista à 'conversa redonda' do nosso edil.

 

Pergunta-se-lhe sobre alhos e ele responderá por certo com bugalhos, isto é, responderá se não se enredar entretanto num dos muitos floreados em que se perde de si próprio e do sentido da pergunta que lhe é feita.

Com algum esforço de memória de cada um de nós, lembrar-nos-emos certamente de lhe andarmos a fazer a mesma pergunta meses a fio e recebermos a resposta 'chapa 5' do costume... Parece que funciona basicamente em 'modo offline': basta ir aos 'favoritos' - neste caso 'favoritas' - 'clicar' e... voilà!

 

Como diz o outro, "nem o pai morre nem a gente almoça"!...

 

As vezes que eu já lhe ouvi 'aquela resposta' sobre a situação dramática do Ermesinde e da 'acção de despejo' do seu Estádio dos sonhos - hoje mais uma vez...

 

As vezes que eu já lhe ouvi 'aquela resposta' sobre os requerimentos dos vereadores da oposição que não são respondidos: "Claro que vai ter uma resposta. Vou ver o que se passa" - hoje mais uma vez...  

 

"Vamos lá ver", como dizia o cego - com todo o respeito...

 

As vezes que eu já lhe ouvi 'aquela resposta' sobre os gastos com festas, festinhas e 'forrobodós' num Concelho onde falta (quase) tudo que é essencial e onde a 'prata da casa' (os funcionários do Município) foi preterida em benefício dos 'amigos dos eventos', das 'Xanas toc-toc' e artes afins...

 

Bem, em relação a este último 'item' acho que ele hoje nem sequer 'aquela resposta' conseguiu articular...

 

Por estas e por outras é que a presença dos cidadãos na quinzenal reunião pública de Câmara é cada vez mais um acto de dura militância e por isso mesmo também, cada vez menos participado.

_________________

 

'Take' 2:

 

É por demais conhecida a ternurenta cumplicidade que liga o presidente socialista da Câmara de Valongo ao presidente 'amarelo' da Junta de Alfena...

 

- Arnaldo Soares conseguiu - sabe-se lá com base em que 'moeda de troca' - impor a José Manuel Ribeiro na campanha eleitoral de 2013, limites às críticas em contexto alfenense...

 

- Por outro lado, Arnaldo Soares conseguiu o que Rogério Palhau e a AVA já tinham tentado sem sucesso: transformar o antigo Jardim de Infância de Cabêda num 'centro de negócios eleitorais', uma espécie de 'IPSS de aviário' onde a caridadezinha é basicamente uma forma de gerir os votos futuros à custa dos dinheiros públicos do presente. E tudo isto sem cuidar do justo equilíbrio 'custo/benefício' - porque dinheiro é coisa que estranhamente parece não faltar para as bandas da 'IPSS' de Arnaldo Soares...

 

(Abro aqui um parêntesis para fazer umas contas de cabeça que me limito a partilhar sem comentários com quem me quiser acompanhar:

 

- Uma técnica superior que era da AVA - AVA entretanto 'corrida' do Centro Cultural e da Plataforma Solidária - para apoiar 85 famílias quase todas anteriormente sinalizadas pela mesma AVA: 1500€x14 meses;

 

- Uma secretária permanente na Plataforma Solidária: 600€x14 meses;

 

- Um 'programa ocupacional' para a loja social: 200€x14 meses;

 

- Um 'programa ocupacional' para o condutor da carrinha Hyundai de 9 lugares nas recolhas de ofertas: 200€x14 meses:

 

- Um 'programa ocupacional' para a motorista do autocarro (transportar 'meia dúzia' de utentes da Escola Sénior para a piscina, discotecas, ver os cavalos da GNR, etc): 350€x14 meses;

 

- Animador musical dos Séniores (Sr. Agostinho) - o anterior (Sr. Ilídio do Rancho Folclórico) era voluntário e foi afastado por Arnaldo Soares: 450€x14 meses;

 

Como dizia o Guterres, "é só fazer as contas", mas acho que ronda os 36 mil € - fechar parêntesis).

 

Talvez por causa destas contas é que o presidente da Câmara ainda não respondeu a um requerimento - sim, formalmente apresentado como REQUERIMENTO - que lhe enviei há mais de 1 mês, no sentido de me informar em que moldes são divididas as despesas relativamente às Escola e Academia Sénior (a primeira da Junta e a segunda da Câmara)...

 

Comentário final:

 

Quando percebermos melhor as 'variáveis' desta 'equação contra-natura Junta/Câmara/negócio da esmolinha', entenderemos melhor também muitas outras coisas que se passam no 'subúrbio' e mesmo à frente dos nossos olhos...

publicado às 20:47

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D