Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

DEPOIS DOS INCÊNDIOS, O DIREITO Á R-E-V-O-L-T-A!

Captura de ecrã 2017-10-16, às 11.54.56.png

 

O País ardeu durante o dia de ontem - literalmente!

 

Foi o pior de todos os dias dos pelo menos 11 anos em que o País já ardeu. 500 fogos a lavrar ao mesmo tempo e com os meios aéreos menos musculados, mas sobretudo impedidos de actuar na maior parte das situações por força das condições de visibilidade, tentar virar para a vertente de combate a principal responsabilidade do que se passou é, no mínimo idiota!

 

Das várias imagens que nos chegam das várias televisões e de muitos particulares, podemos constatar isso sim muita incúria criminosa, muito desleixo, muita irresponsabilidade. A todos os níveis, começando pelas autarquias que não fazem o que devem - não têm feito e continuarão a não fazer se não as castigarem com a força de um valente varapau que merecem - dos empresários que aceitam pagar impostos, derramas e tudo aquilo que lhe sacam por via de todas as tributações criativas e não exigem ter condições de segurança à volta das suas empresas, sobretudo as que se situam em Parques ou Zonas Industriais!

 

(Parêntesis para referir uma reportagem que vi na SIC Notícias por volta das 10:30 numa empresa metalúrgica que ardeu em Braga e onde se podiam ver os eucaliptos - seguramente de outros donos - quase a entrarem-lhes pelos portões adentro).

 

Em Valongo e em especial na minha terra que é Alfena estivemos ontem cercados de fogo até tarde da noite.

A Escola Secundária do Lombelho esteve ameaçada e não sei mesmo se não chegou a ser chamuscada e o Polo II/UDA do Centro Social e Paroquial esteve vigiado por Bombeiros e Escuteiros, na iminência de se ter que proceder a uma evacuação...

 

Não vou aqui relatar as muitas intervenções que tenho feito - nas reuniões públicas de Câmara, na Assembleia Municipal de que fiz parte até há pouco - as dezenas de fotografias que fui captando aqui e ali e em todo o lado e nada do que era preciso fazer foi feito.

 

Colocar a tónica portanto apenas na vertente do combate e no que eventualmente terá falhado ao longo dos últimos episódios  e tenha ontem mais uma vez falhado é redutor e não é por aí!

 

"Reformas estruturais da Floresta" legislação restritiva e/ou orientadora sobre o "destino das madeiras ardidas", "organização do cadastro florestal" e outros aspectos importantes do que que não se tem feito e não sei se agora se vai fazer, tudo isso é importante, mas não chega!

 

O DIREITO À REVOLTA - por parte das populações ao nível individual, ao nível das empresas, das Instituições - é o que falta fazer e TEM DE SER LEVADO À PRÁTICA!

 

Independentemente da propriedade dos terrenos que não são limpos ou onde de forma criminosa e desorganizada são plantados eucaliptos, os moradores de um bairro ou núcleo de habitações, a empresa ou grupo de empresas, a Instituição de solidariedade, a pequena ou grande superfície comercial, etc., etc. no próximo ano e logo no seu inicio, têm de se organizar, de colocar os seus funcionários, os seus colaboradores, os seus utentes, de formar grupos de voluntários e depois e em força,  LIMPAREM!

Limparem e de seguida, levarem o resultado da operação - tudo ou em quantidades simbólicas mas significativas - para a porta da suas Câmaras, para a escadaria, para a porta do presidente, para a entrada do gabinete municipal da protecção civil!  

 

(Lembro as faixas laterais de 10 metros ao longo das estradas municipais e Nacionais - quem circule pelo Concelho de Valongo por exemplo, sabe do que estou a falar)!

 

Como nota final...

 

Desde Pedrogão e ontem novamente e com muita insistência, ouve-se dizer que Portugal está em guerra e que é preciso incinerar os incendiários - a frase é minha.

Prendam-se pois os incendiários, os negligentes, os gestores da EDP que permitem que os cabos toquem as copas das árvores, etc., etc.

 

 

Mas essa guerra deve correr em paralelo com a GUERRA DA INCOMPETÊNCIA AO NÍVEL DO PODER LOCAL DEMOCRÁTICO E CUJOS REPRESENTANTES ELEITOS, HÁ ANOS QUE SE REVEZAM E SENTAM OS RESPECTIVOS CUS ANAFADOS NAS RESPECTIVAS CADEIRAS E A QUEM NINGUÉM TEM RESPONSABILIZADO SUFICIENTEMENTE ATÉ AQUI.'

publicado às 10:42

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D