Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

DEPOIS DOS INCÊNDIOS, O DIREITO Á R-E-V-O-L-T-A!

Captura de ecrã 2017-10-16, às 11.54.56.png

 

O País ardeu durante o dia de ontem - literalmente!

 

Foi o pior de todos os dias dos pelo menos 11 anos em que o País já ardeu. 500 fogos a lavrar ao mesmo tempo e com os meios aéreos menos musculados, mas sobretudo impedidos de actuar na maior parte das situações por força das condições de visibilidade, tentar virar para a vertente de combate a principal responsabilidade do que se passou é, no mínimo idiota!

 

Das várias imagens que nos chegam das várias televisões e de muitos particulares, podemos constatar isso sim muita incúria criminosa, muito desleixo, muita irresponsabilidade. A todos os níveis, começando pelas autarquias que não fazem o que devem - não têm feito e continuarão a não fazer se não as castigarem com a força de um valente varapau que merecem - dos empresários que aceitam pagar impostos, derramas e tudo aquilo que lhe sacam por via de todas as tributações criativas e não exigem ter condições de segurança à volta das suas empresas, sobretudo as que se situam em Parques ou Zonas Industriais!

 

(Parêntesis para referir uma reportagem que vi na SIC Notícias por volta das 10:30 numa empresa metalúrgica que ardeu em Braga e onde se podiam ver os eucaliptos - seguramente de outros donos - quase a entrarem-lhes pelos portões adentro).

 

Em Valongo e em especial na minha terra que é Alfena estivemos ontem cercados de fogo até tarde da noite.

A Escola Secundária do Lombelho esteve ameaçada e não sei mesmo se não chegou a ser chamuscada e o Polo II/UDA do Centro Social e Paroquial esteve vigiado por Bombeiros e Escuteiros, na iminência de se ter que proceder a uma evacuação...

 

Não vou aqui relatar as muitas intervenções que tenho feito - nas reuniões públicas de Câmara, na Assembleia Municipal de que fiz parte até há pouco - as dezenas de fotografias que fui captando aqui e ali e em todo o lado e nada do que era preciso fazer foi feito.

 

Colocar a tónica portanto apenas na vertente do combate e no que eventualmente terá falhado ao longo dos últimos episódios  e tenha ontem mais uma vez falhado é redutor e não é por aí!

 

"Reformas estruturais da Floresta" legislação restritiva e/ou orientadora sobre o "destino das madeiras ardidas", "organização do cadastro florestal" e outros aspectos importantes do que que não se tem feito e não sei se agora se vai fazer, tudo isso é importante, mas não chega!

 

O DIREITO À REVOLTA - por parte das populações ao nível individual, ao nível das empresas, das Instituições - é o que falta fazer e TEM DE SER LEVADO À PRÁTICA!

 

Independentemente da propriedade dos terrenos que não são limpos ou onde de forma criminosa e desorganizada são plantados eucaliptos, os moradores de um bairro ou núcleo de habitações, a empresa ou grupo de empresas, a Instituição de solidariedade, a pequena ou grande superfície comercial, etc., etc. no próximo ano e logo no seu inicio, têm de se organizar, de colocar os seus funcionários, os seus colaboradores, os seus utentes, de formar grupos de voluntários e depois e em força,  LIMPAREM!

Limparem e de seguida, levarem o resultado da operação - tudo ou em quantidades simbólicas mas significativas - para a porta da suas Câmaras, para a escadaria, para a porta do presidente, para a entrada do gabinete municipal da protecção civil!  

 

(Lembro as faixas laterais de 10 metros ao longo das estradas municipais e Nacionais - quem circule pelo Concelho de Valongo por exemplo, sabe do que estou a falar)!

 

Como nota final...

 

Desde Pedrogão e ontem novamente e com muita insistência, ouve-se dizer que Portugal está em guerra e que é preciso incinerar os incendiários - a frase é minha.

Prendam-se pois os incendiários, os negligentes, os gestores da EDP que permitem que os cabos toquem as copas das árvores, etc., etc.

 

 

Mas essa guerra deve correr em paralelo com a GUERRA DA INCOMPETÊNCIA AO NÍVEL DO PODER LOCAL DEMOCRÁTICO E CUJOS REPRESENTANTES ELEITOS, HÁ ANOS QUE SE REVEZAM E SENTAM OS RESPECTIVOS CUS ANAFADOS NAS RESPECTIVAS CADEIRAS E A QUEM NINGUÉM TEM RESPONSABILIZADO SUFICIENTEMENTE ATÉ AQUI.'

publicado às 10:42

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D