Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

FIM DO BURACO DA A41 - O 'streep tease' QUE FALTA...

20160317_161031.jpg

 

Hoje foi dia de reunião pública de Câmara em Valongo.

 

Numa tendência inusitada que já vem de trás mas tem vindo a acentuar-se, o Presidente passou a maior parte do tempo a 'auto-mutilar-se' - em 'directo e a cores'.

 

Take 1

Fez-se esquecido e não respondeu a uma interpelação do Vereador da CDU, Adriano Ribeiro, relacionada com a sua tirada infeliz na penúltima reunião pública, quando disse que "o cidadão/deputado municipal Celestino Neves deveria guardar as suas questões para a Assembleia em vez de vir para as reuniões de Câmara usar o tempo para fazer ataques ao Presidente".

Apesar do 'puxão de orelhas' do Vereador da CDU ser bem explícito, JMR 'chutou para canto', isto é, manteve a 'pistola virada para o pé'.

Mais tarde eu próprio voltei ao assunto, para lhe dizer que goste ele ou não, eu continuarei um cidadão a tempo inteiro e nas reuniões de Câmara serei um elemento do Público e não abdicarei de nenhum dos direitos que o Regimento me concede, mas o resultado foi idêntico. Ele acha que não respondendo se preserva, não conseguindo ver que o efeito é precisamente o inverso.

 

Take 2

Sobre a 'trágico-novela' do buraco da A41, mais um 'tiro' no pé:

 

"Já fiz tudo o que podia fazer, dei entrevistas a vários jornais e canais de televisão, já propus à Ascendi a colocação de uma ponte militar mas ainda não tive resposta. Também exigi (!) a suspensão das portagens e continuo à espera... não sei que mais querem que eu faça! Só se fizer um streep tease" (sic)

 

Mais à frente e ainda sobre o mesmo assunto:

 

"(...) só se querem que organize uma manifestação".

 

Olha que boa ideia! Digo eu.

 

Quando foi o problema do fecho das urgências no Hospital de Valongo ele não esteve com o 'seu Povo' a gritar palavras de ordem? Esteve sim que eu vi, porque também lá estive.

 

Take 3

A uma questão que coloquei relacionada com o aparente abandono de um projecto emblemático da sua campanha eleitoral e que dependia de um contrato de direito de superfície com os herdeiros da Quinta do Bandeirinha em Alfena...

 

"Nós continuamos a ver com muito interesse a possibilidade de intervirmos naquele espaço no centro de Alfena e que envolve uma das casas mais antigas da Cidade, para além da casa da Quinta. Porém qualquer projecto só poderá avançar numa perspectiva de propriedade plena da Câmara e isso não tem sido possível nos contactos que temos mantido com os herdeiros (...)"

 

Se mal pergunto...

 

Qual foi o tipo de negócio com a Associação que é proprietária do antigo Quartel dos Bombeiros no Largo do Centenário em Valongo acordado há cerca de um ano, para ali instalar a Oficina da Regueifa e do Biscoito?

Não foi exactamente do mesmo tipo do que era sugerido pelos co-proprietários da Quinta do Bandeirinha? 

 

Take 4

Falei ainda sobre o Projecto ontem apresentado em Alfena para a instalação na antiga Escola Primária de Cabêda da Oficina da Promoção do Brinquedo Tradicional Português...

 

Para além de não responder à questão que coloquei sobre a ideia de levar um projecto deste tipo e desta importância para a 'rua da Betesga', quando temos um Centro Cívico à espera de projectos, manteve a afirmação ontem produzida de que os 2,5 milhões de euros que se prevê que custe o empreendimento terão de vir de fundos comunitários. Sem financiamento não haverá Oficina do Brinquedo!

 

Resumindo...

 

Para além de se 'auto-mutilar', constituindo uma ameaça para si próprio, José Manuel Ribeiro agora também maltrata algumas das cinco freguesias-irmãs de Valongo:

Para umas é um ´pai' extremoso, para outras incluindo Alfena, comporta-se como um 'padrasto' da pior espécie.

Às 'filhas' preferidas permite-lhes que continuem a brincar com os vários elefantes brancos - que herdou e preservou, uns e em vias de serem adquiridos, outros, enquanto às 'enteadas' exige que sejam auto-suficientes e se façam à vida sem direito a 'mesada'.

 

Valongo do nosso descontentamento, até quando?

 

publicado às 23:11

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D