Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O PAÍS ESTÁ DE FÉRIAS...

Antes que mo recordem, eu sei que estamos em período de férias!

 

Porém, cada vez mais nós conseguimos perceber o enorme contraste entre esta afirmação e a cruel realidade do País real onde uma das principais diferenças tem a ver com os preços configurados para os emigrantes endinheirados - cada vez mais raros -  e os turistas sem mochila ou chinelos de meter o dedo, estes parece que a aumentar relativamente ao ano passado...

 

Dividimo-nos portanto entre entre o custo das férias que pesam mais a quem as não tem e se vê forçado a confinar-se irremediavelmente ao habitat de todos os dias e as que desembocam em alheias alegrias de quem as tem de facto  e não consegue resistir a partilhá-las de forma ostensiva e parola nas redes sociais em 'pornográficas' exibições de novo-riquismo 'enriquecidas' com profusas adições fotográficas onde se ilustram ao detalhe os 'inesquecíveis' momentos de burrice à portuguesa na companhia tantas vezes de quem não partilha desta lamentável forma de estar e nem sequer dá autorização para ser 'partilhado' através do bacoco 'portefólio'.

 

Desde informações relevantes (?) do género "a descontrair no sofá, assistindo ao filme (com bolinha) da CM-Tv" ao não menos original "sentado na sanita (à espera de vontade?) lendo o primeiro da trilogia As Cinquenta Sombras de Grey", tudo pode ser encontrado por aí, numa qualquer 'actualização de estado' no Fecebook ou num inspirado 'tweet' partilhado com os amigos - com os que estão para aí virados e também com os outros...

 

Mas tudo isto a propósito de quê?

 

Ah! Já me lembro! O País está portanto de férias.

 

Ele são as festas e as procissões com políticos a mostrarem-se urbi et orbi e fazendo a respectiva prova de vida, são os concertos e stand-up comedy em 'alguidares de baixo ou de cima', os festivais da francesinha com e sem sotaque, o porco (de aviário) no espeto - tudo à medida do orçamento mais ou menos recheado das respectivas comissões de folia, perdão, de festas ou da magnanimidade mais ou menos contida do senhor presidente (da Junta, da Câmara, do conselho de administração desta ou daquela empresa do regime).

 

 

Como diz o Povo, "quem não tem cão caça com o gato" e se não se pode pagar um Quim Barreiros, arranja-se um outro Quim qualquer, que depois do segundo jarro de sangria e da terceira bifana incendiária, já ninguém consegue distinguir um Herman José do mais insignificante entertainer local. 

 

Depois, vêm aquelas originais publicações 'facebukianas': "a nossa parvónia exulta de festa e alegria. Obrigado senhor presidente", ou o "alguidares de cima está na moda", entre outras...

 

Eu sei que a festa e a festança não deixam de ser importantes neste momento em que o comércio local - de quase todos os locais - vive momentos de verdadeiro sufoco, mas daí a considerar que o contributo dos senhores presidentes (da Junta da Câmara da comissão de folia) se esgota na promoção do forrobodó e que essas ajudas os dispensam da prometida construção ou do arranjo da estrada, dos passeios que faltam há anos, do reforço dos apoios sociais aos que mais sentem a dureza da crise, da reparação dos equipamentos desportivos comunitários - e não apenas daqueles que servem os Clubes por mais relevantes que sejam - do reforço dos transportes escolares, de, de e de...

 

Por isso meus amigos 'batedores de palmas' mais ou menos entusiásticas nas redes sociais, sempre que vos apeteça aplaudir a festa e a festança, seja em 'alguidares de cima ou de baixo' ou repetir 'ad nauseam' aquele "obrigado ao senhor presidente", não se esqueçam de lhe lembrar também aquelas coisinhas urgentes que continuam à espera de melhores dias - em 'alguidares de baixo' e de 'cima' também...

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado às 10:27

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D