Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O REI CONTINUA NU - EM VALONGO TAMBÉM...

Captura de ecrã 2016-08-29, às 15.14.16.png

 

Um destes dias talvez me sente  no 'divã do meu psicanalista’ para uma conversa sobre o 'poeta que eu sou' e inevitavelmente, sobre o 'louco que eu sou’ também, porque “de poeta e de louco todos temos um pouco" - mais talvez sobre o segundo...

 

Na pele do primeiro tenho algum acervo que tenciono continuar a alargar - um dia destes com algum incremento até.

Já no que ao segundo diz respeito, aconselham-me alguns, por enquanto, ainda não o psicanalista, a moderar a pedalada - que as 'loucuras' nem sempre matam mas moem quase sempre...

 

Não sei o que será o dia de amanhã, mas pese embora a generosidade daqueles que me aconselham sem nenhuma reserva mental a 'tirar o pé do pedal', apetece-me passar ao lado do seu conselho.

 

Embora...

 

Alguém com um mínimo de auto estima, com pensamento estruturado e uma história de vida (pessoal e profissional) relativamente bem preenchida, alguém com padrões mínimamente exigentes no que toca ao exercício de uma cidadania responsável, deveria ser ‘legalmente inibido’ de se juntar a projectos (?) como aquele que o actual presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, protagonizou em 2013 – e que pelos vistos tenciona repetir em 2017.

 

Ninguém me ‘inibiu’ ou sequer me aconselhou a tomar a iniciativa de o fazer em 2013, ninguém precisa sequer de pensar fazê-lo em 2017.

Mas isso só torna (ainda) mais imperioso que continue a alertar os mais distraídos para o perigo de poderem ser de novo 'atropelados pelo rei nú do subúrbio!

 

Parafraseando o velho ditado segundo o qual “na primeira quem quer cai, na segunda cai quem quer e na terceira cai quem é burro”, eu passo directamente para a terceira fase: claramente, não me apetece fazer o papel do distinto animal – que aliás considero não merecer o tal ditado.

E isso significa exactamente que não alinharei em mais nenhum embuste mas significa igualmente que me recuso a pactuar com quaisquer silêncios cúmplices.

 

Um poder decadente

Que se alimente

Unicamente

Da ameaça permanente

Que mantém pendente

(pendurada evidentemente)

Sobre cada irreverente

Ser livre e independente

Independentemente

De haver razão subjacente

Ao seu pensar diferente

É um poder putrefaciente

A extirpar ruidosamente

(porque quem cala consente)

publicado às 14:44

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D