Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O URBANISMO É QUE ESTÁ A DAR! - TRAFICANTES DE DROGA, MUDEM DE RAMO...

 

Captura de ecrã 2019-12-04, às 15.00.11.png

Urbanismo

O urbanismo é «a forma mais encapotada e sub-reptícia de transferir bens públicos para a mão de privados», tem dito Morais. Em junho de 2011, por exemplo, critica as “vigarices” na área do urbanismo praticadas por muitos municípios, acusando-os de “valorizar terrenos à ordem dos 2.000% sem qualquer dificuldade”, apenas para beneficiar um determinado “predador imobiliário”.

“Este tipo de máfia só existe em dois tipos de negócios em Portugal: no urbanismo e no tráfico de droga”, frisou, criticando a “promiscuidade absoluta entre Estado e privados”. “A margem de lucro do urbanismo em Portugal só é equivalente à do tráfico de droga”, diz.

(Paulo Morais in Observador, 09 Abril 2015)

__________________________________________

* “ Como é possível fingir que está tudo bem quando se sabe que o presidente socialista chamou a si a tarefa de consolidar, de forma inexplicável, o maior processo de corrupção de que há memória em Valongo?";

* “O actual presidente socialista, ao contrário do que prometeu que iria fazer, não acabou com a corrupção que ‘dizem existir na Câmara de Valongo’. Em vez disso aprimorou-a, protegeu os seus agentes mais conhecidos e rapidamente assumiu como sua a estratégia de um jogo que já estava a ser jogado e que ele optou por não interromper - em equipa que ganha (e como ganha) não se mexe”...

(in publicações deste Blogue constantes do processo de difamação interposto pela Câmara Municipal e pelo seu presidente contra mim) 

___________________________________

Mantive esta opinião ao longo de todo o 'julgamento do século' e mantenho-a até agora, com toda a ênfase e a mesma convicção!

 

Em Valongo a corrupção existe e persiste e é no sentido de conseguir a atenção da Justiça para essa realidade que vai o requerimento de abertura de instrução do processo do "garimpo" de Alfena - um Processo que nunca deveria ter sido arquivado pelo Ministério Público ao fim de 8 anos de investigação!

 

O almoço solidário e de trabalho do próximo dia 14 no Estação Grill de Alfena contará, estou certo, com muitos amigos disponíveis para ajudar neste combate.

 

Terei o grato prazer de contar entre eles com a presença de Paulo Morais e João Paulo Batalha (da TIAC)...

 

Em Valongo e ao contrário do que o ocupante da cadeira do poder municipal vai apregoando através da máquina da propaganda com a ajuda dos incondicionais batedores de palmas de sempre, a corrupção persiste e floresce, ou seja, nada mudou.

 

Perceberam bem: nada mudou ou se mudou não foi para melhor!

 

Tomando Valongo como (mau) exemplo, apetece perguntar aos estúpidos traficantes de droga que continuam a arriscar a sua liberdade e às vezes a própria vida porque é que não fecham o 'estaminé' e se estabelecem neste novo ramo de negócio igualmente rentável e com muito menos riscos...

 

publicado às 14:07

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D