Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

PAÍS DE PAIS DESNATURADOS...

Captura de ecrã 2020-07-04, às 00.15.47.png

Que pai desnaturado será capaz de sujeitar os seus filhos às privações mais extremas incluindo viver debaixo de uma qualquer ponte ou viaduto e com uma placa de cartão como tecto, parede e agasalho ao mesmo tempo ou à fome mais ou menos exposta ou ainda à impossibilidade de aceder aos cuidados médicos mais elementares e vitais e tudo isto apenas e só para conseguir pagar a prestação milionária ‘daquele Ferrari’ estacionado ali na berma e ao lado do tal viaduto dos múltiplos tectos de cartão?

Exagero, dirão muitos, estes exemplos não têm nenhuma ligação com qualquer realidade porque nenhum pai seria capaz de descer a um tal ponto de degradação moral!

Exagero coisa nenhuma!

Equiparando para o efeito os governantes de qualquer País civilizado a ‘pais’ do seu Povo, vejamos o grau de degradação moral a que acabaram – ontem/hoje – de descer os governantes deste País sofrido e martirizado por décadas e décadas de corrupção e que dá pelo nome de Portugal...

Enquanto milhares e milhares dos seus ‘filhos’ sobrevivem graças à sopa dos pobres e à caridade mais ou menos ostensiva e ela própria tantas e tantas vezes inquinada por graves problemas de corrupção ou ainda por bondosas mas desgarradas e sempre insuficientes campanhas de angariação de ajudas em que os menos massacrados de todos os necessitados se vão revezando, ‘campanha sim, campanha sim’, o nosso ‘paizinho’ acabou de adquirir não um mas umas largas dezenas de Ferrari com... asas!

É claro que antes que os mesmos consigam voar, em grupo ou à vez, por vezes ou às vezes, rumo a destino nenhum ou ao mais próximo precipício como destino – o mais certo é ganharem raízes no imenso estacionamento onde jazem por enquanto – os famintos de vida a prazo perderão a vida e a fome - porque os mortos não sentem fome...

Mas rejubilemos entretanto, porque nada é mais reconfortante para quem está no corredor da morte e prestes a dar o irreversível passo em frente do que uma última refeição digna desse nome seguida daquele definitivo cigarro onde a nicotina por uma vez não ficará com os louros do definitivo desenlace.

publicado às 00:09

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D