Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

PARÁBOLAS DE VALONGO: "O TROLHA BADALHOCO" E "O VARREDOR DE RUAS DESBOCADO"...

Take 1:

Captura de ecrã 2016-05-20, às 15.53.19.png

Captura de ecrã 2016-05-20, às 15.48.03.png

Captura de ecrã 2016-05-20, às 16.00.06.png

Naquele dia completadas que foram duas jornadas de um simples e básico trabalho de 'trolhice' - a parte final já em 'câmara lenta' para durar até às 17 - o 'especialista em rebocos, impermeabilizações e afins' acabado de lavar as mãos, refrescar a cara e a zona sovacal e fazer um afago de pente na vasta cabeleira. Deixei-o soprar os piolhos imaginários do pente e dar o toque final à 'cinta descaída' das calças e só então me aproximei para lhe perguntar "quanto era"...

Laconicamente e enquanto digitava um SMS no telemóvel - talvez a avisar a garina de que a espararia à saída do emprego daí a minutos - estendeu-me um fragmento de saco de cimento-cola onde se podia ler - 'em letra de trolha' - o seguinte: "2 dias de 'travalho' x 60 'érios' = 120 'érios'.

Estendi-lhe a mão com 5 notas de 20 euros e mantive-a estendida para o cumprimento de despedida - na verdade já esperava o que veio a seguir:

- "Ó chefe! só me deu 100 'érios' !

- " Ah! Desculpe... - respondi, enquanto lhe estendia um pequeno 'post-it' com o seguinte texto: 'Executar a triagem de diversos inertes (cacos de tijolo, pedaços de cimento, garrafas de cerveja e respectivas caricas, maços de tabaco amarrotados, embalagens de batatas fritas num total de +/- 20 Kg) = 15 euros; transportar tudo até ao ecoponto = 5 euros; Total: 20 euros'.

- "Pode ser neste neste 'post-it' meu caro - interroguei com um sorriso maroto? 

Soprou mas nem respondeu enquanto dava a meia volta da praxe.

 

Em verdade em verdade vos digo, aquele que não lava o prato onde come, quando o voltar a usar, ainda que prepare a mais apurada das iguarias acabará sempre por comer merda à mistura...

 

Take 2:

 

Naquela manhã fresca de Outono, andava o modesto varredor de ruas atarefado na sua habitual labuta diária de varrer a porcaria dos animais do burgo - dos irracionais e também dos outros - à mistura com as primeiras  folhas das árvores que já pressagiavam dias bem piores, quando de repente vê aquele engravatadinho de pasta a tiracolo e ar de 'agente de cobranças difíceis' a amarrotar o pacote de sumos e respectiva palhinha e a jogá-los para o chão, mesmo nas suas 'barbas'...

"Ei! Ó amigo! Então é assim?"

- "Que é que queres ó bacano? Se não fosse eu a ajudar nem terias trabalho!"

Apeteceu-me responder-lhe à letra mas disse-o apenas para mim próprio, enquanto engolia em seco:

( - "Se não precisasse tanto do emprego, partia-te a boca toda só para ajudar o meu primo que é dentista!").

 

Em verdade em verdade vos digo, aquele que semeia pedras no caminho do seu semelhante, mais tarde ou mais cedo vai encontrar um pedregulho na sua auto-estrada...

______________________________________________________________________________________________

 

Vem isto a propósito dos comportamentos pouco responsáveis da Câmara mais badalhoca das redondezas - infelizmente a nossa - onde os promotores das 'Vilas pró-diabéticas' das 'Zen Natura' do burgo com as suas palestras e workshops, terapias e outros serviços a preços reduzidos (tarot, leitura de mãos, runas, reiki, massagens, astrologia, medicina chinesa) e outros eventos que tais, só preocupam com o caminho de 'ida' e (quase) nunca com o de 'volta'...

 

E de repente, ainda vêem umas 'tias queque' barafustar quando os cidadãos reclamam contra as faixas e os 'nagalhos' pendurados nos postes ou colocados nas esquinas dos passeios semanas a fio à espera que o tempo ou uma oportuna intempérie faça o trabalho por eles.

 

 

 

publicado às 14:22

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D