Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

'PERDOA-ME' - HOJE (ONTEM) EM ALFENA...

20160422_215421.jpg

 

Os moradores das Ruas da Serra Amarela, Outeiro e Alexandre Herculano em Alfena - viveram hoje no Centro Cultural um momento inesquecível de 'humildade, confissão de culpa, auto-crítica e perdoa-me' protagonizado pelo presidente da Câmara.

 

A coisa conta-se em breves palavras:

 

Parece que um arquitecto e um engenheiro da Câmara ligados à Divisão de Urbanismo e hoje também presentes, resolveram sem ele saber, arrancar com um estudo de reordenamento viário para as ruas atrás referidas.

 

(Esta parte é uma ficção e só acredita em ficções quem quer)

 

Em ambiente protegido e com o ar condicionado devidamente calibrado, há estudos que resultam em coisas bonitas e apresentações multimédia interessantes e agradáveis à vista.

O problema é quando se começam a mostrar os mapas e os desenhos às pessoas concretas e elas se recusam a "comprar" o trabalho bonito ou os 'projectos para os próximos 50 anos' - porque conhecem os locais concretos e não os querem mudar - leia-se descaracterizar.

 

Daí que em Outubro de 2015, tendo os moradores e a Junta de Freguesia tomado conhecimento do 'anómalo estudo' tenham de imediato pedido explicações ao presidente da Câmara.

Nunca as deu.

Na Assembleia Municipal de 29 de Fevereiro o presidente da Junta apresentou - e a Assembleia aprovou por unanimidade - uma moção exigindo à Câmara uma reunião com os moradores para dar essas explicações.

Mesmo assim, só passados quase dois meses é que 'suas excelências' os nossos representantes eleitos para 'Mudar Valongo' se dignaram dar-se à suprema maçada de virem a Alfena ouvir as queixas e as reclamações.

A Democracia cujos 42 anos sobre a sua implantação se comemoram já na segunda-feira e a próxima sessão da Assembleia Municipal do próximo dia 27 ameaçavam algum sururu em torno deste assunto. 

 

Foi hoje portanto a oportunidade possível, apertada pelo calendário implacável, para - "que maçada!" -  pedir perdão.

 

Os técnicos bem tentaram teorizar sobre a vida futura numa Alfena que se pretende igualzinha aos desenhos bonitos da apresentação.

As pessoas não quiseram ouvir o resto - nem sei se ficou muito mais por mostrar, mas o que vimos sobrou em disparate -  e quiseram isso sim, dizer o que lhes ia na alma.

Entornou-se o caldinho trazido de Valongo com tanto amor e carinho - "era para bem das pessoas".

 

Restou ao presidente da Câmara, de uma forma falsamente humilde reconhecer o disparate e garantir que o assunto "morria ali".

 

Não sem antes fazer uma defesa dos técnicos - defesa? com defesas assim quem é que precisa de ataques?

"Ele fizeram o seu melhor, portanto, se tiverem que atacar alguém ataquem-me a mim. Embora eu nem soubesse nada sobre este trabalho, tenho de ser eu a assumir as culpas" - mais ou menos 'sic'...

 

Mentiu!

 

Sim, repito: mentiu, porque tanto ele como o seu vice-presidente sabiam do assunto desde Outubro de 2015 e andaram 'a gozar' com o presidente da Junta e com as pessoas até agora.

Exageraram na dose, foram encostados à parede e obrigados a retirar em toda a linha.

 

Foi deprimente este momento de "perdoa-me" - porque ele pensou que foi perdoado, mas não foi!

 

É que existe uma razoável diferença entre 'perdoar' e 'poupar'. 

Os moradores do Outeiro, Serra Amarela e Alexandre Herculano em Alfena hoje (ontem) pouparam o presidente da Câmara. Perdoar seria exigir demasiado deles.

 

publicado às 00:31

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D