Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

'POLVO À EMÍDIO NAVARRO'...

JMR.jpg

Enquanto não sou constituído arguido - como 'co-réu' acrescento...

 

Soube hoje - não parei de atender telefonemas de Jornalistas - da reacção compreensível de João Paulo Baltazar a este post onde desvendei a autoria do 'Polvo à Vallis Longus'.

 

(Parêntesis para dizer que é compreensível mas algo contraditória com a interpelação que fez a José Manuel Ribeiro numa das primeiras reuniões públicas de Câmara do actual mandato, mais ou menos nestes termos - e cito de memória:

"Senhor Presidente, quer confirmar ou desmentir aqui, se existe alguma responsabilidade da sua candidatura nesta publicação (...)? E esteja à vontade, pois nem sequer equaciono tomar alguma atitude legal relativamente ao assunto(...)" - fechar parêntesis).

 

É claro que José Manuel Ribeiro não confirmou - 'encolheu-se que nem um rato' e preferiu ficar à espera que a poeira assentasse...

E claro que assentou, mas como sempre acontece, as poeiras quando 'assentam' e não são varridas, à primeira rajada de vento mais forte levantam de novo.

 

José Manuel Ribeiro conhecia-me o suficiente para saber que eu não sou de varrer para debaixo do tapete - sobretudo quando não me sinto responsável pela lixeira e era este o caso.

 

José Manuel Ribeiro sabe também que não é possível um filho ter dois pais. Quando muito, admite-se, embora rara, a possibilidade de existirem gémeos com pais diferentes como é referido AQUI.

 

Só que este 'Polvo' nasceu de um único óvulo fecundado - e o edil valonguense deveria ter sabido antecipar que se algum dia alguém decidisse iniciar um processo de investigação de paternidade eu nunca iria aceitar pagar a pensão de alimentos.

 

José Manuel Ribeiro deveria ter adoptado portanto a atitude mais óbvia no momento em que foi interpelado pelo seu rival, mas com o passar do tempo já deu para irmos percebendo que o óbvio nem sempre liga muito bem com a sua maneira de agir - ou melhor, o 'óbvio' dele não é bem igual ao nosso. 

 

Encontrar-nos pois (talvez) um dia destes ali para as bandas da Emídio Navarro (o Tribunal de Valongo), para mais uma vez incomodar a Justiça que tem tantas outras coisas (bem mais) importantes para resolver e para detalhar melhor os pormenores da confecção da iguaria que já começa a ganhar alguma fama.

A existirem 'aplausos' ou 'apupos' deixo-os por inteiro para a 'jóvem promessa' do PS e agora presidente da Câmara de Valongo - porque a ementa foi (de facto) inteiramente idealizada por ele!

 

Pequena nota final: embora como 'co-réu', compreendo João Paulo Baltazar - aparentemente, como já disse, em contra-ciclo com o que disse na tal reunião de Câmara acima referida.

Não recorrerei por isso ao 'photoshop' para editar a 'fotografia' em que apareço.

 

Aliás, João Paulo Baltazar só pode ter este seu pequeno momento de glória porque eu decidi em 22 de Março - e garanto que antecipei o actual cenário - acabar com o abuso de José Manuel Ribeiro em querer atribuir-me de forma cobarde e sub-reptícia a autoria de uma coisa que para o bem e para o mal tem o seu 'ADN'!

publicado às 20:26

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D