Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

POR UM 25 DE ABRIL SEM DONOS NEM 'FIGURAS TUTELARES'...

É claro que não gostei de ser - indirectamente embora - apelidado de 'facho'!

 

E Isto apenas - e não é pouco - por causa da minha posição sobre o '25 de Abril dos engravatados', este ano em versão mais reduzida mas igualmente idiota pelo formato 'VIP' que segue e que o Povo desde há muito tem votado sistematicamente ao desprezo.

 

Tentar reduzir a petição que subscrevi e que recolheu mais de 100 mil assinaturas a um conjunto de 'direitolas' que estão contra o 25 de Abril é evidentemente idiota e visa apenas camuflar o essencial: quem a subscreve não está contra o 25 de Abril - nem sequer contra a idiota sessão solene de todos os anos - mas contra o mau exemplo e a falta de respeito consubstanciados na sessão de 2020.

Tenho muitos e bons amigos que não gostam mesmo do 25 de Abril e apesar de saberem de que 'lado estou' nunca deixaram de me  honrar com a sua amizade e por maioria de razão já não tenho pachorra para aturar alguns pseudo amigos que acham que 'o 25 de Abril deles á maior que o meu' ou que os cravos deles são mais viçosos e vermelhos que aqueles que cultivo no meu canteiro!

 

Quero dar 4 exemplos de gente que gosta do 25 de Abril de forma muito diversa da minha, ou seja, muito 'à sua maneira' e que, no caso dos dois que se seguem, juntam a isto um sectarismo primário e quase boçal.

 

- O Adelino Soares e a Sónia Sousa, deputados do PCP na Assembleia Municipal de Valongo onde durante um mandato também estive com eles e que se não fosse o 25 de Abril - aquele de que eu gosto muito - não seriam deputados de coisa nenhuma nem sequer de Valongo e que não se coibiram de trazer em aberto para a rede social Facebook ataques pessoais à minha pessoa por causa do nosso 'Abril diferente'.

A sua execrável atitude fica com eles próprios eles que, pelo menos a Sónia, em 25 de Abril de 1974 ainda andavam de cueiros. Não é por gritarem Abril muito alto que gostam mais dele do que eu... 

 

- O Coronel Rodrigo Sousa Casto capitão de Abril e meu amigo, que com uma catrefada de incondicionais apaniguados alimentou  na rede social Facebook  uma intensa discussão em defesa dos que defendem 'a todo o custo'  este lamentável 25 de Abril de 2020 no Parlamento da nossa desgraça...  

A dada altura na longa lista de 'comentários e comentários aos comentários', não teve outra saída que não o 'argumento' de circunstância que me enviou em mensagem privada, em resposta ao texto que lhe enviei também em privado e que publiquei neste Blog - o 'post' anterior: 

"Lamento se o desiludi (...)" - porém, persistindo logo a seguir nos motivos da minha alegada desilusão...

 

20200424_120545.jpg

- O tenente-coronel Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril e que foi meu comandante de Companhia no 1.º curso de sargentos milicianos (CSM) de Janeiro de 1969 nas Caldas da Rainha e que me deu a honra de me enviar com uma dedicatória especial o seu livro 'do Interior da Revolução'. Também ele me desiludiu este ano - 'não vai mas vai, em espírito' e concordando com o evento...

Captura de ecrã 2020-04-24, às 14.11.11.png

 

E,  porque eu acho de facto que 'o meu 25 de Abril' é melhor que o vosso, quero deixar claro que não simpatizo nada com 'figuras tutelares', sobretudo as que se arrogam o direito de paternidade sobre as mais amplas liberdades! 

 

O Povo não deve nada aos capitães de Abril!

 

Eles tiveram 'apenas' a honra - e não foi coisa pouca - de corporizar a ânsia de todo um País aprisionado durante 40 longos e penosos anos e por isso mesmo ávido de Liberdade.

 

Aliás foi esse mesmo Povo respondeu ao apelo do MFA e veio em força para as ruas colocando-se de forma corajosa entre os militares de Abril e os outros, os defensores da ditadura,  num imenso 'escudo humano' que impediu estes últimos de ir mais longe nas acções insensatas que ainda chegaram a esboçar e que poderiam levar à inevitável perda de vidas humanas.

 

O Povo está (apenas) grato aos capitães de Abril e isso já não é pouco!

 

 

 

 

publicado às 10:19

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D