Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

RARÍSSIMA É A CONCIÊNCIA TRANQUILA DE CERTOS GOVERNANTES...

Captura de ecrã 2017-12-14, às 21.13.15.png

 

Caro António Costa, você é um ingénuo - ou então não...

Em ambas as hipóteses e no que a esta situação diz respeito isso é mau, muito mau.

 

Você afirmou que mantém a confiança total e inabalável no ministro Vieira da Silva relativamente ao seu envolvimento no escândalo “Raríssimas” e isso eu e muitos outros portugueses já esperávamos. Você já nos habituou a defender os seus soldados até ao limite e isso abona mais em seu favor do que se fizesse o contrário.

 

Porém, manifestar essa confiança de forma (aparentemente) cega fechando (aparentemente) todas as portas por onde possa (eventualmente) iniciar uma retirada estratégica se (eventualmente) verificar que Vieira da Silva apesar de toda a sua protecção de flancos vier a 'jazer morto no chão perfurado pela chuva de balas desses miseráveis talibãs' que são os jornalistas e já nada mais poder fazer para o manter de pé e a respirar, isso é que já não me perece muito inteligente.

Para lhe ser sincero e sem o querer ofender, confesso-lhe até que me parece perfeitamente idiota...

 

É claro que os portugueses não confundem a Raríssimas com a gestão danosa da dona Paula nem colocam no mesmo nível a virtuosidade das despesas com os apoios às centenas de raríssimos que tudo merecem e os desmandos ‘pornográficos’ com os vestidos caríssimos da senhora, com as gambas caríssimas que que ela come com os amigos, com o seu ordenado caríssimo, o do seu amantíssimo 'esposo número um' e o do herdeiro da parada e muito menos com o custo da sua lua-de-mel no Brasil com o 'amantíssimo numero dois' - o seu ex-secretário de Estado.

 

Sei que o seu ministro Vieira é um dos seu pesos-pesados e ninguém duvida da sua capacidade como governante mas exactamente pelo seu peso no seio governo é que a sua eventual queda o pode arrastar a si também para o mesmo chão inglório - ou para o lodo, o que ainda é mais inglório.

 

-       O seu ministro afirma estar de consciência tranquila mas apesar disso permitiu que a dona Paula andasse a ‘vender’ a Raríssimas a uma congénere sueca como sendo uma "Fundação" e até o vimos a assinar um documento onde a palavra  Fundação era visível;

-       O seu ministro está de consciência tranquila mas foi vice-presidente da Assembleia-geral da Associação e aprovou as contas que agora manda investigar:

-       O seu ministro está de consciência tranquila mas foi à Suécia – diz que em voo diferente do da dona Paula mas com encontro marcado em chão firme seguramente – para fazer lobby ao lado dela a favor da tal “Fundação”;

-       O seu ministro diz estar de consciência tranquila mas tentou ajudar a dona Paula – ela pelo menos diz isso – a erguer a desejada “Fundação” para onde chegou a estar prevista uma transferência inicial de 250 mil euros e onde para ela tudo seria bem mais fácil, incluindo continuar a roubar os ‘raríssimos’, a defraudar os mecenas e o erário Público e a destruir o capital de confiança dos portugueses na solidariedade e no meritório trabalho de milhares de IPSS;

 

Tanta tranquilidade de consciência só pode dar mesmo para desconfiar e só você mesmo, caro António Costa, com a sua já proverbial bonomia para desvalorizar tudo isto e tentar passar à frente, fingindo não ver o que até os que não são doutores nem primeiros-ministros já viram há muito.

publicado às 20:35

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D