Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

REVISÃO DO PDM DE VALONGO - CONSULTA PÚBLICA

 

Ontem foi dia da primeira das várias apresentações da Proposta do PDM programadas para as cinco freguesias do nosso Concelho incluídas no período de Consulta Pública de 45 dias úteis que teve início a 14 de Maio - aceder AQUI à versão online para consulta.

 

Anfiteatro do Centro Cultural de Alfena composto mas longe de estar repleto, como seria de esperar, tendo em conta o facto de desde há muito vir a ser vivamente criticado o lamentável arrastamento em que caiu o processo de revisão do instrumento ainda em vigor.

Como é sabido, o mesmo data já de 1995 sendo por demais evidentes os enormes constrangimentos que dele têm resultado e a sua profunda desadequação relativamente às novas necessidades do Concelho.

 

De referir que se trata ainda de um instrumento da primeira geração, sendo a actual proposta colocada agora em consulta pública obviamente da segunda geração.

 

Para perceber um pouco melhor a importância deste Instrumento de gestão e as grandes  diferenças entre a primeira e a segunda geração, sugiro a consulta da relevante informação disponibilizada AQUI pela Câmara do Seixal, ou ainda AQUI - ao contrário da nossa que nenhuma informação relevante disponibiliza neste campo.

 

Já é um pouco tarde para corrigir esta lacuna, mas talvez ainda valha a pena compilar alguma coisa e publicá-la no site do Município - para que os cidadãos possam participar nesta consulta pública de forma mais esclarecida.

 

Uma nota de rodapé apenas para dar conta do 'espírito crítico' do nosso conhecido arquitecto honoris-causa que não encara com sentido positivo as naturais orientações dos novos PDM que privilegiam a colmatação dos espaços urbanos já edificados desincentivando a expansão para as novas áreas definidas. 

Deu para perceber que só o lamentável arrefecimento da nossa economia e a incipiente actividade a nível da construção civil que dele resulta conseguem travar o enorme apetite especulativo do conhecido gabinete de arquitectura do nosso burgo.


 

A seguir, um recorte do último Boletim Municipal, com as acções programadas para o já referido período de Consulta Pública:

 

 

publicado às 18:27

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D