Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - A 'VERBORREIA' INCOMODA MAS OS SILÊNCIOS DOEM...

Captura de ecrã 2020-01-19, às 15.22.34.png

Que os Deuses tenham compaixão destas duas alminhas penadas!

 

Entre os verborreicos, disléxicos e vazios discursos da ministra da Saúde e do presidente da Câmara de Valongo fica-nos o lamentável registo para memória futura da redundante 'inauguração' do Centro de Saúde de Campo.

 

Funciona há vários meses mas a sua 'inauguração', bem como a de duas 'unidades de saúde oral' na Bela-Ermesinde e em Valongo eram 'acções' que estavam a faltar no porte-fólio do candidato à distrital do Porto do PS.

 

E entre o espanto e a revolta...

 

Nesta eterna busca de 'pompa e circunstância' - parte dela e como já vimos, em diferido - não é que ambos se  esqueceram do essencial, daquilo que na vida real mais interessa às populações?

 

Em Alfena, esta eterna esquecida e marginalizada pela Câmara - aquela de todas as freguesias do Concelho onde o 'império do socialismo maçónico cor de rosa velho' ainda não manda - para além do Orçamento municipal já só chegar em ínfima parcela daquilo que seria expectável em termos de equidade, também o governo da Nação se esquece que tem uma Unidade de Saúde Familiar a 'envelhecer' há meses e à espera de ser inaugurada/colocada ao serviço das populações!

 

A Ministra veio a Valongo, mas não faz a mínima ideia de quais sejam as verdadeiras e concretas necessidades das populações deste 'subúrbio' - Alfena no caso concreto - nem ninguém se preocupou em a pôr ao par das mesmas!

Esquecidos pelo poder dito de proximidade(?) e agora também pela representante do poder central, cá continuaremos como sempre neste 'cu do mundo', à espera da Saúde concreta e definida e dos meios concretos e definidos para a assegurar concretamente...

 

As duas alminhas falaram, falaram, e no final das contas e feito o balanço da conversa redonda do costume, nem uma referência, por sucinta que fosse, à nova Unidade de Saúde Familiar de Alfena!

 

Construída e há muitos meses, repleta de equipamento ainda embalado e à espera de ser instalado para servir todos aqueles aos quais se destina, continuaremos à espera de ver anunciada a data da sua abertura.

 

Mas se não tiverem vaga na vossa agenda, pois que não seja por isso...

 

Tal como aconteceu em Campo, deixem lá a pompa e a circunstância das fotos e do corte das fitas e ponham este equipamento ao serviço!

Os mais doentes e fragilizados, os mais seniores bem como todos os restantes a quem a subida íngreme da Rua Comendador Matos também já vai custando, estarão seguramente a borrifar-se para as estratégias de curto ou médio prazo, quer do lamentável presidente quer da igualmente lamentável ministra!

 

publicado às 11:38

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D