Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO EM VERSÃO CALIMERO...

Captura de ecrã 2016-10-28, às 22.27.31.png

 

Valongo não merece!

 

Depois de 20 anos de desgraça em que apenas fomos famosos ao nível do anedotário do poder local e de frases que incluíam as palavras 'Barca Velha', era expectável que em 2013 Mudar Valongo fosse o 'refrão' mais trauteado pela maioria dos valonguenses.

 

Parêntesis para explicar melhor os porquês...

 

(Como deputado municipal e líder do grupo do PS na Assembleia Municipal, José Manuel Ribeiro sabia que o terreno estava mais fértil que nunca e que se não arriscasse nessa altura, talvez tão cedo não voltasse a ter igual oportunidade.

Valongo e os valonguenses estavam até à ponta dos cabelos com os 20 anos de desgraça de um autarca fora de prazo que já não dava duas para a caixa.

Por outro lado também não estava a ser fácil a adaptação do burgo ao perfil do novo presidente que basicamente já o era enquanto vice de um presidente que já há muito tinha deixado de o ser.

Avaliado o terreno, contadas as espingardas do roseiral de Valongo, a jovem promessa tratou de 'fazer a cama' ao fiel jardineiro Afonso Lobão - tomando o canteiro com o recurso a ajudas externas a quem 'vendeu' a intriga caseira que circulava no roseiral em torno do caso dos falsos militantes, das hipotéticas dívidas de campanha do seu camarada e ainda por pagar e da sua nomeação para a Direcção da ARS Norte).

 

Estavam servidas as 'entradas'...

 

É claro que o prato principal teve de incluir obrigatoriamente um 'Polvo à Vallis Longus' tão mal amanhado que até o pobre do molusco era deficiente - o Zé Manel apareceu-me com o bicho na saquita do supermercado e nem tinha reparado que tinha um tentáculo a mais e não ficaria nada bem na apresentação.

Cozinheiro escaldado (durante 20 anos) da água fria e do canto da sereia que dela me vinha deveria ter tido medo.

Quem sobe uma vez às cavalitas de alguém, voltará seguramente a usar o mesmo escadote na primeira oportunidade que se lhe proporcione.

Mas ingénuos sempre existiram e continuarão a existir e como diz o Povo, "na primeira quem quer cai, etc., etc.", sendo que no meu caso me quedo pela parte antes dos etc...

 

José Manuel Ribeiro (a jovem promessa) arrancou a queimar pneus em Outubro de 2013 mas rapidamente se revelou uma promessa falhada, ou pior, um enorme conjunto de promessas falhadas - um flop em linguagem mais popular...

 

E a acrescentar a todas as 'qualidades negativas' que todos lhe reconhecemos e tal como acontece com todos os detentores de poder com deficit de pensamento estruturado, José Manuel Ribeiro rapidamente deixou claro que não aceitaria que o espelho seu lhe devolvesse a informação de que havia alguém melhor do que ele. 

Quem se atreveu a fazê-lo foi avisado - e até mais do que isso... - que "quem semeia ventos (contra o querido líder) colhe tempestades".

 

Mas o nosso querido líder não é só basófias...

Por vezes exteririza a chamada síndrome bipolar e de quando em vez, muitas vezes até, encarna a 'versão calimero'

 

Foi o caso de ontem...

 

Dia de sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Valongo, uma sessão convocada basicamente para colmatar a sua grave omissão de auxílio relativamente às Escolas Secundárias de Ermesinde e Valongo.

Fez uma entrada de leão ao recusar-se a integrar o pelotão da frente na discussão do mapeamento da requalificação das Escolas por causa da exigência de uma comparticipação de 7,5% nas obras exigido pelo governo da Nação e ontem saiu de sendeiro ao ver-se obrigado a solicitar tarde e a más horas à Assembleia a aprovação dessa verba. Mais vale tarde que nunca...

Com esta bravata contra o governo do seu Partido, ele conseguiu introduzir insegurança no acordo relativo à requalificação da Escola de Ermesinde e deixou de fora - para já e se calhar por muito tempo - a de Valongo.

 

Calimero é um papel que lhe assenta relativamente bem e ontem mais uma vez nos comoveu com o seu choro, quase nos afogando com a torrente das suas lágrimas. Os crocodilos também choram...

 

Assistiram à peça um grupo de professores e alunos da Secundária de Valongo que já haviam estado à tarde na reunião pública de Câmara e que não se comoveram lá muito com a performance do (ainda) presidente da Câmara.

 

"Fiz tudo o que podia" (para conseguir o financiamento para a requalificação das Escolas) foi a frase mais repetida pelo 'prefeito'.

Mas  a mim - e desconfio que à maioria dos presentes - o tudo soou-me a quase nada...

 

Triste e lamentável, há que reconhecer, é termos acreditado em  2013 em tamanho embuste! Não temos mesmo perdão!

publicado às 17:00

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D