Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO EXIGE: QUE FALEM! - AINDA QUE MORTOS ESTEJAM...


 

Nos últimos meses - neste período que ainda é pós eleitoral - não tenho insistido muito na velha questão dos esqueletos que atafulham a nossa Câmara e que lentamente - há tanto para fazer ao mesmo tempo! - lá vão sendo identificados e colocados em fila de espera para serem despachados.

 

Há quem defenda que o melhor seria mandar tudo para a vala comum e partir para o futuro...

 

Eu até percebo que aqueles que estiveram envolvidos no 'genocídio' que deu origem ao molho de ossos, não estejam muito tranquilos, talvez porque temam que por via de um qualquer milagre - tal como as bruxas, eu não acredito em milagres mas que os há, há - os mesmos possam começar a falar e a discorrer sobre os motivos que os remeteram ao incómodo esconderijo do armário das vassouras.

 

Já outros - o plural aqui é bem restrito - defendem o procedimento inverso, isto é, que todos os ossinhos devam ser alvo de rigorosas perícias forenses, independentemente do grau de suspeita que possa existir ou do tipo de crime sugerido pelos indícios. Convenhamos que negligência é bem diferente de genocídio e talvez nos devamos centrar apenas no último...

 

Por mim, acho que (às vezes) o óptimo é inimigo do bom e por isso e porque os meios são escassos e não podemos transformar os Paços do Concelho num imenso laboratório atravancado de tendas de campanha e ocupado por um exército daqueles homens de branco dos cenários de crime, podemos talvez começar por aqueles esqueletos onde os sinais são mais evidentes e alarmantes - alguns até têm ainda as balas alojadas... - e conforme formos avançando nas conclusões, logo se vê .

 

Como todos sabemos, a verdade nunca é um valor absoluto mas sim uma tendência.

 

Mas atenção! Há ali no armário das vassouras alguns verdadeiros case study que têm obrigatoriamente de ser transformados em jurisprudência!

 

 

publicado às 00:15

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D