Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - FILHAS E 'ENTEADAS ESPEVITADAS'...

20161223_214048.jpg

 

Ontem reuniu a Assembleia de Freguesia de Alfena, para discutir o Orçamento, PPI e Plano de Actividades para o ano de 2017.

 

'Em pé de conversa', tinha de se falar também no 'Orçamento Maior', o da Câmara, aprovado há dias pela Assembleia Municipal e que entre outras coisas serve - devia servir! - para promover igualdade entre as 5 freguesias irmãs que compõem o Concelho de Valongo.

 

(Parêntesis para deixar claro que continuo a considerar que temos 5 freguesias e que acho - no mínimo - estranha, tanta passividade por parte daqueles, aparentemente muitos, que tendo estado contra a lei iníqua do Relvas que extinguiu em Valongo uma freguesia,'agregando' Campo e Sobrado, agora permanecem calados demais relativamente à necessidade de reverter o processo. Fechar parêntesis).

 

Foi referido - e eu também penso assim - que o Orçamento da Câmara continua a ser como aquela manta da história que, 'puxa daqui, puxa dali', deixa sempre alguém destapado.

 

Como diz o outro, "é a vida"...

 

Mas quando a fava calha sempre de uma forma sistemática à 'gata borralheira espevitadita e autónoma' que a gente sabe, talvez aí já não seja 'a vida' mas a maldade de quem controla a manta. 

Soubemos há dias que Valongo vai passar a ter mais dois estádios municipais: o de Campo que foi doado à autarquia e o de Ermesinde que foi expropriado à Imosá (Abílio de Sá).

Ficam portanto a ser 4 os estádios municipais cuja recuperação, futuras manutenções e despesas de gestão passam a ser suportadas inteiramente pelo Município.

Não acho mal, até porque a prática do desporto é muito importante e tudo o que se fizer pela promoção do mesmo será sempre insuficiente.

 

O problema é quando - e uma vez mais - é a 'gata borralheira espevitadita e autónoma' do costume a ficar de fora. 

(Eu disse ficar de fora e não me enganei, porque em Alfena os equipamentos equiparados aos que referi atrás, são propriedade de uma Instituição privada - o Atlético Clube Alfenense (ACA).

 

Ocorre-me aqui aquela história da vida real, do pai que tinha 5 filhas e quando a vida lá em casa melhorou o suficiente, resolveu investir as economias na compra de um apartamento para cada uma delas.

 

(Para  cada uma, vírgula, porque para satisfação sua, a mais 'espevitadita e autónoma' das 5 já tinha conseguido singrar na vida e adquirido a expensas próprias a sua casita).

 

Ficou contente o pai, que assim só teve de comprar 4 e não 5 apartamentos.

Já no que toca ao pagamento das despesas da água, da luz, do gás e das pequenas manutenções, fazia todo o sentido que a 'gata borralheira espevitadita e autónoma' fosse também incluída na benesse!

Alfena (e o Atlético Clube Alfenense) é a tal filha 'espevitadita e autónoma' que por já ter casa própria foi esquecida pelo pai e continua a não ter direito a tratamento igual ao das irmãs!

 

Das duas uma:

 

Ou o presidente da Câmara acha que as sondagens relativamente à sua recandidatura estão em maré-alta e já não precisa dos alfenenses para nada nas próximas eleições, ou perdeu o interesse em continuar a ser o nosso 'prefeito' e já só pensa em regressar (definitivamente e em carro próprio) a S. João da Madeira - e por tabela, a retomar o conforto da cadeira e do cartão de crédito da AICEP onde tem o lugar à sua espera.

 

Logo veremos...

 

publicado às 10:33

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D