Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - OCTÓPODES E 'APORTES CALÓRICOS'...

Começo a ficar solenemente incomodado - e este é o termo mais suave que me ocorre - com a resistência do fenómeno 'corrupção' e com a capacidade intrínseca de alguns agentes para se autoregenerarem.

 

Já bem bastava aquela que se vai congeminando no aconchego dos gabinetes ministeriais nas relações promíscuas entre quem teoricamente detém o poder e quem de facto manda no País - os Bancos, os grandes grupos económicos, os megaescritórios de advogados fazedores de leis à medida do 'aperto da bota' dos verdadeiros donos do negócio da governação.

 

Já bem bastava também a profusão de 'polvos' que durante muitos anos infestaram os mares da nossa  governação local, um caldo onde se cozinharam regras urbanísticas, se subverteram princípios de igualdade no acesso às oportunidades de negócio com a autarquia.

 

Valongo foi durante 20 anos um caso paradigmático no que toca ao tamanho dos octópodes que podiam ser encontrados neste caldo hipercalórico mas muito selectivo, onde só medravam os piores entre os piores predadores.

 

Octópode:

(Do dicionário Português online)

Adj. Zoologia Que tem oito pés ou tentáculos.
S.m.pl. Moluscos que têm oito tentáculos ao redor da boca, como o polvo)

 

Como diz o Povo, "o que é demais enjoa" e embora se tenham esforçado - durante duas décadas - para conseguir alterar os hábitos alimentares dos valonguenses, a verdade é que em 29 de Setembro se deu pleno sentido ao ditado popular, com a eliminação do octópode da nossa cadeia alimentar - já enjoava... 

 

Porém...

 

Tal como acontece com as ervas daninhas, que se não tivermos cuidado ao removê-las, mais tarde ou mais cedo vão rebentar de novo para nos incomodarem, também a subespécie predadora do octópode de Valongo que seria suposto ter sido exterminada a 29 de Setembro, conseguiu deixar 'por aí' algumas bolsas de 'juvenis' - juvenis é um termo pouco apropriado pois em boa verdade, a maioria é bem adulta - que passada a surpresa inicial e uma imobilidade 'manhosa'  como reacção de defesa, se movimentam de novo, predam de novo, engordam de novo e preparam quem sabe, futuras incubações visando a médio prazo a reversão do processo de extinção.


Não garanto que os recortes que se seguem tenham algo a ver com octópodes, mas também não nego a hipótese de qualquer ligação com o que acabo de escrever... 

 

(Talvez a semelhança entre coisas aparentemente sem qualquer ligação não seja aqui uma mera coincidência, dada a 'criativa' forma que o Centro Distrital de Segurança Social do Porto encontrou para evitar fornecer-me informação demasiado... explícita sobre uma IPSS do nosso Concelho).

 

Procuro desde há muito ser um cidadão informado e confesso que por vezes dou comigo espantado face à capacidade intrínseca que algumas IPSS - instituições particulares de solidariedade social - têm de crescerem acima da média, aparentemente à custa de um 'aporte calórico' a que inevitavelmente corresponderá o inevitável deficit que faz mirrar as congéneres.

 

Para bom entendedor...

 

Os recortes:

 

publicado às 20:23

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D